Memorial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 130 (32262 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO



A educação se dá em um dado contexto histórico-social, sendo afetada pelo mesmo. Sua prática institucionalizada é um dos instrumentos necessários à socialização. Assim como em outras instituições sociais, família, igreja, etc., a escola oferece aos sujeitos, através de sua atuação, regras, valores, conceitos, que possam ser utilizados em seu cotidiano, viabilizando atroca com outro semelhante, o uso da linguagem, signos e símbolos compartilhados culturalmente. Todas as instituições sociais têm papel importante na dinâmica da educação e no acesso do sujeito ao convívio em sociedade. A escola tem por trás dela uma ideologia, ideais, métodos e objetivos, estabelecidos pela sociedade na qual ela se situa. Pode ensinar como e o que pensar, mas também deve estimularas potencialidades de seus alunos, ajudando na constituição de um sujeito autônomo e atuante.

Entretanto, essa escola enfrenta muitas dificuldades no Brasil. Ela não representa uma realidade para todos: para muitos é apenas um lugar para passar o tempo, comer, fugir das ruas, dos problemas da casa... O lugar onde a educação ocorre é descaracterizado em sua função primeira, o ensino. Aescola não atinge a todos os alunos. A dimensão socioeconômica se coloca como uma barreira, criando um universo no qual o discurso dos professores, ou melhor, a ação educativa não consegue penetrar. O aluno não possui ou não consegue ter a compreensão dos conteúdos transmitidos em sala de aula.

Há que se pensar que todas as relações são políticas em sua essência e o professor é o agentesocial representante da instituição de ensino. O principal ingrediente é a atitude do educador em lidar com o conhecimento, abandonando ações que geram submissão, evitando o posicionamento distante e inatingível a exemplo dos semideuses e transformando a avaliação em conquista e reconhecimento pelo esforço e não como instrumento de ameaça e controle.

É preciso, portanto, que comoeducadores, aprendamos a lidar com todas estas dificuldades, inerentes à arte e ao ofício de ensinar no Brasil.









Aula dia 06.08.11



O Início das aulas no retorno com os comentários da nossa tutora Deize, sobre os pratiques, livros, questionários, projetos, etc.

A tutora nos lembrou de que teremos que fazer um novo memorial, fez vários comentários sobre o memorial do1º bloco (módulo), e disse como tem que ser feito o segundo bloco (módulo).

Foi nos dados as boas vindas com uma mensagem que diz:

“É graça divina começar bem. Graça maior persistir na caminhada certa. Mas graça das graças é não desistir nunca”. (Dom Helder Câmara).

Comunicou que teremos que fazer os PPS/Prática Profissional Supervisionada, falou também sobre os projetos,que todos os cursistas terão que fazer, logo em seguida foi feito o plano de aula do dia, Curso Técnico em Secretaria Escolar – Área Profissional: Serviço e Apoio Escolar – Educação Profissional Técnica de Nível Médio – Projetos Experimental.

Os cursistas fizeram uma auto avaliação sobre o primeiro Bloco, cada um relatando todos os seus pontos de vista.

Em seguida iniciamosa leitura do livro nº 10 – Trabalho Escolar e Teorias Administrativas.

Concepções de educação:

A relação escola-sociedade como ponto de partida e de chegada.

- As organizações como características fundamentais da sociedade moderna, organizações sociais.

- Teorias administrativas: fundamental, conceitos e históricos da administração.

Na década de 1960, o pensamento conservador naeducação assume uma nova roupagem, por meio dos programas de educação compensatória. Partindo da idéia da deficiência cultural, segundo a qual o aluno das classes trabalhadoras é portador de déficits sócio culturais, a educação compensatória não questiona se as diferenças sociais decorrem das características dos sujeitos ou se são resultados diretos da divisão social do trabalho.

A educação...
tracking img