Memorial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4392 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Memorial Descritivo apresentado para o processo de seleção em nível de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação – UFRGS, novembro/2006.
_________________
“Na lembrança, o passado se torna presente e se transfigura, contaminado pelo aqui e o agora. Esforço-me por recuperá-lo tal como realmente e objetivamente foi, mas não posso separar o passado do presente, eo que encontro é sempre o meu pensamento atual sobre o passado, é o presente projetado sobre o passado” (SOARES,1991, p.37-8)

Contar, compor e cantar a nossa história e trajetória; dar forma, cor e texto às lembranças das experiências profissionais e acadêmicas é um exercício, tanto exaustivo, pela estrutura estética e reflexiva que o memorial exige, quanto indispensável, na medida em queproduz reflexão e significado ao vivido. Sinto, sobretudo, a necessidade de revisitar o passado e minha trajetória, a fim de redimensionar o mundo e, conseqüentemente, reinventar-me nele. Relembrar minha história de vida, embora não possa revivê-la na íntegra, é poder reconstruir, a partir das concepções de hoje, as experiências de outrora. É a partir desta relação, entre passado e presente, com vistasao futuro, que apresento este Memorial Descritivo para o ingresso no Curso de Doutorado junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Reconheço, inclusive, que a escrita de si é formação; é possibilidade de se ver num espelho de palavras. Tenho percebido a potência irradiante das narrativas, das histórias e trajetórias de vida[1] como dispositivode formação e reflexão de si. Nesse sentido, pretendo nestas palavras, relatar e refletir sobre alguns momentos que julgo mais significativos de minha trajetória de vida, demarcando assim as posições, posturas e o meu olhar diante do mundo, especialmente do escolar e do acadêmico. É nesta abordagem de “exposição, escrita e invenção de si”, que me reconheço hoje sob novas configurações, novostraços e novos contornos de existência.
Enquanto filho de professor e aluno de escola pública (do ensino fundamental à universidade), aprendi a apreciar e “valorizar” o estudo, o espaço da escola e a figura da docência. Respeito, dedicação, responsabilidade, autonomia, diálogo e solidariedade eram/são noções e valores fundamentais oriundos de minha família e vividos na relação com a escola. Assim,foram nos espaços da família e da escola pública que me fiz gente, que me tornei pessoa, que me fiz curioso de conhecer a mim, os outros e as ‘coisas’ que me rodeavam. Foi no convívio social que a beleza do mundo se fez presente. Foi, como nas palavras de Freire, experimentando-me no mundo que me fiz gente: “Vamo-nos fazendo aos poucos, na prática social de que tomamos parte” (FREIRE, 1993, p. 88).O que me levou a optar e a me identificar com a área da Educação? Creio tive influências de meu pai, que foram significativas e decisivas para tal escolha. Lembro-me das idas – e “vidas” das crianças – até as várias escolas rurais do interior de Lajeado onde ele foi supervisor educacional. Além disso, destaco a maneira como vivenciei com meus pais, grandes educadores, a possibilidade de me fazerpessoa, de poder questionar, de ser escutado e compreendido. Tais aspectos não podem ser negados no que diz respeito, não só da opção de educador, mas sobretudo, ao entendimento que tenho do ser educador.

Ingressei no curso de Pedagogia desta universidade em 1995 por opção. Até então residia em Lajeado com meus pais e vim para Porto Alegre para os estudos, onde compartilhei morada com amigos,aos quais devo profundos laços e vínculos de amizade, bem como discussões e reflexões incessantes sobre a vida e a formação na universidade que marcaram/marcam profundamente minha concepção de vida como profissional e pessoa.

No curso percebi que o espaço da universidade pública oferecia diversas oportunidades de envolvimento e inserção. Foi então que a partir do 3º semestre no curso tive a...
tracking img