Meios de ensino

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4991 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo:
O trabalho objetiva propor os fundamentos para uma reconcetualização da categoria Tecnologia Educacional que, nas últimas décadas, sofreu excessivo desgaste em função dos desvios teórico-metodológicos com os quais se deparou. É realizada uma tentativa de reconciliação da Tecnologia Educacional (TE) com a Didática, circunscrevendo-se aquela no interior desta, mas sem esvaziar a TE de seuconteúdo e importância no conjunto do pensamento pedagógico. Enfatizando a área específica de atuação dos meios e métodos de ensino, como locus privilegiado do processo de ensino-aprendizagem, alçamos a TE, que se articula em torno dessas duas importantes categorias, à condição de um campo absolutamente legítimo e necessário para o desenvolvimento de uma pedagogia que se pretenda
Introdução
Opresente trabalho pretende fazer um estudo em torno das categorias meios e métodos de ensino, tentando compreender o relacionamento que elas mantêm entre si e com os demais componentes do processo de ensino aprendizagem. Tudo isso como pano de fundo para uma proposição acerca do papel e do lugar que deve ocupar a Tecnologia Educacional no âmbito da ciência pedagógica.
Em um primeiro momento,faremos um breve percurso pela história da Tecnologia Educacional, entendida como uma corrente pedagógica que, nas últimas décadas, exerceu grande influência, teórica e política, sobre os diversos sistemas educacionais, especialmente nos países mais desenvolvidos. Concluído este resgate histórico, estaremos melhor habilitados para a tarefa de construirmos uma conceitualização da categoria que sejacoerente com as novas perspectivas colocadas pelo pensamento pedagógico contemporâneo.
1. A Tecnologia Educacional: breve histórico do campo
1.2 Os anos 50 e 60: a prevalência dos meios
A Tecnologia Educacional (TE), como campo específico de investigação, surgiu na década de 40, nos EUA, a partir do esforço de especialistas em educação que criaram cursos audiovisuais especialmente planejados paramilitares norte-americanos envolvidos na Segunda Guerra Mundial. Como disciplina acadêmica, presente em um currículo escolar, a TE aparece pela primeira vez nos Estudos de Educação Audiovisual da Universidade de Indiana (EUA) no ano de 1946. Mas será após a difusão da televisão, a partir da década de 50, que o campo ganhará força.
A televisão é recebida com euforia por alguns educadores, sobretudoaqueles que se responsabilizavam pela gestão da educação pública nos Estados Unidos. Aquela fantástica caixa eletrônica, capaz de trazer o mundo para a sala de visitas, poderia vir a se tornar a solução para muitos dos problemas fundamentais da Educação. O enorme alcance da TV resolveria a questão da universalização do ensino; os professores, essa categoria tão incômoda, poderiam, com tempo,serem dispensados; a imprecisão da linguagem oral até então dominante seria substituída por imagens objetivas, "verdadeiras", retrato indiscutível do real; dinâmicos e motivadores, todos os estudos seriam prazerosos, a partir de então. Os mais otimistas chegavam a acreditar na possibilidade de homogeneização absoluta da educação, concretizando a pretensa igualdade de oportunidades, fundamento básicoda ideologia liberalburguesa (este discurso ainda hoje está presente quando se insiste no caráter "democrático" da Internet).
Essa crença desmesurada no poder das novas tecnologias apoiava-se sobretudo na predominância de uma concepção de ensino como mera transmissão de informações, resultante de séculos de hegemonia da Educação Tradicional. A diminuição da importância do professor face àsupervalorização do papel das máquinas e a idéia de que os meios funcionariam como uma variável determinante para o sucesso ou fracasso das iniciativas pedagógicas revelam-se os elementos primordiais de uma tendência pedagógica, a TE, que viria a fornecer os subsídios fundamentais para um tecnicismo pedagógico que foi amplamente difundido nos Estados Unidos e, por extensão, nos países latino-americanos....
tracking img