Maus tratos na infancia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3020 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Maus Tratos na Infância: Trajectórias Desenvolvimentais e Intervenção Psicológica na Idade Adulta.

Resumo
A obra apresentada debruça-se acerca das trajectórias desenvolvimentais e na intervenção psicológica na idade adulta em sujeitos que sofreram abusos na infância, são relatados no quadro da psicopatologia do desenvolvimento, oimpacto que estas experiências têm nas diferentes dimensões do ajustamento psicológico. Na representação da vinculação, na qualidade dos cuidados prestados, na perpetração de maus tratos nas crianças, na qualidade dos relacionamentos interpessoais, nas relações íntimas e ainda na emergência de perturbações psicopatológicas. Posteriormente são apresentados os instrumentos usados para diagnosticar eavaliar casos de abusos na infancia, bem como a intervenção psicológica deve ser tratada. Para findar é ainda relatado um caso clínico para melhor compreensão ao leitor.
Palavras Chave: trajectórias desenvolvimentais, intervenção psicológica, vinculação, relacionamentos interpessoais, abusos na infância e perturbações psicopatológicas.

Carina AfonsoVila Real, Março de 2011
A obra em epígrafe, desenvolvida por Bárbara Figueiredo, Eugénia Fernandes, Raquel Matos e Ângela Maia, representa um contributo importante para compreender o impacto que os maus tratos na infância têm em importantes dimensões do ajustamento psicológico na idade adulta. Foi o elevado numero de maus tratos na infância que conduziu à necessidade de se examinar oefeito negativo das experiencias de maus tratos durante a infância na trajectória desenvolvimental do indivíduo. Trata-se de um trabalho desenvolvido com o apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, no âmbito do projecto de investigação PRAXIS/C/Psi/14276/1998. Estrutura-se em cinco partes temáticas sendo a 1ª parte consagrada ao “ Modelo desenvolvimental do impacto na idade adulta dasexperiencias de maus tratos vividas durante a infância”, a 2ª à “ Prevalência de história de maus tratos na infância em indivíduos na idade adulta”, a 3ª às “Trajectórias desenvolvimentais e ajustamento psicológico na idade adulta em indivíduos com historia de maus tratos na infância”, a 4ª à “Avaliação na idade adulta da historia de maus tratos na infância” e a 5ª à “ Intervenção psicológica na idadeadulta em indivíduos com história de maus tratos na infância”.

1. Modelo desenvolvimental do impacto na idade adulta das experiencias de maus tratos vividas durante a infância.
Na sua introdução Figueiredo, Fernandes, Matos & Maia (2002), começam com uma breve contextualização da psicopatologia do desenvolvimento afirmando que esta se interessa pela origem e curso dos padrões(des) adaptados de comportamento (Sroufe, Cooper, & Dehart, 1996), e que este se fundamenta no seu essencial na teoria da vinculação. Falam sobre a resolução de tarefas do desenvolvimento, diz que estas podem implicar emergência psicopatológica ou uma conduta menos adaptada, as dificuldades que podem surgir resultam das condições do meio e do indivíduo, ou seja, na determinação de umatrajectória desenvolvimental (des) adaptada, estão presentes factores que condicionam negativamente ou positivamente a resolução de tarefas, a autora enumera-as por factores de risco e protectores. Segundo os autores a psicopatologia do desenvolvimento privilegia a interacção entre o indivíduo e o contexto em que se desenvolve, o indivíduo é considerado o produtor do seu desenvolvimento. É no âmbito deinteracções ente o meio e o indivíduo que têm lugar os padrões de interacção intergeracional. Para serem mais claros em explicar o que são os padrões de interacção intergeracional, é dado o seguinte exemplo: os pais que sofreram abusos na infância, na ausência de modelos alternativos e de experiências emocionais correctoras podem agir do mesmo modo que os seus pais agiram consigo, actualizando a sua...
tracking img