Mastite bovina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1369 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Acadêmico: Mario Ezequiel Gomes Bueno

MASTITE

1 – INTRODUÇÃO

Mastite é a inflamação da glândula mamária. Pode ocorrer devido uma lesão no canal da teta devido ao estiramento repetitivo que ocorre durante as ordenhas, desta forma os microorganismos que geralmente são expelidos do canal conseguem penetrar a proteção situada dentro deste, e com a exposição repetida aos microorganismos, seestabelece uma infecção.
Inflamações da glândula mamária podem ser agudas ou crônicas, sendo que os principais agentes etiológicos desta enfermidade são as bactérias, e os animais mais freqüentemente atingidos são os ruminantes.

2 – ETIOLOGIA

Os principais agentes causadores das mastites em bovinos, caprinos e ovinos são os estafilococos, sendo que, dentre os estafilococos, podemos citaro S. aureus e S. epidermidis como os principais agentes envolvidos. Ainda podemos citar que a família Micrococcaceae também pode estar envolvida na etiologia das mastites.
Os estreptococos são os microorganismos que vêm logo após os estafilococos, sendo que os principais são S. agalactiae, S. dysgalactiae e S. uberis e por fim a E. coli.
Além dos estafilococos e dos estreptococos, podemoscitar outros agentes bacterianos que podem ocasionar mastites, como por exemplo a Pasteurela haemolytica, Actinomyces pyogenes, Mycoplasma sp, Haemophilus sommus, entre outros.
Além das bactérias, os vírus e os fungos também podem ser causadores de mastites, como por exemplo o vírus da febre aftosa, e os fungos Candida sp e Criptococcus sp.

3 – EPIDEMIOLOGIA

As mastites são de ocorrência emqualquer época do ano, qualquer região, qualquer espécie animal e quase sempre durante a lactação.
Apenas bovinos, caprinos e ovinos são de importância econômica e sanitária, mas, como já foi dito, pode ocorrer nas fêmeas de todas as espécies de mamíferos.
A ocorrência de mastite depende principalmente do manejo utilizado e da higiene das instalações e dos ordenhadores. Tanto a ordenha manualquanto a ordenha mecânica podem causar mastite. No caso da ordenha manual, a contaminação pode ocorrer pelas mãos do ordenhador, que pode até disseminar de vacas mastíticas para vacas sãs, além de, o fato dele não tirar todo o leite ou machucar a mama também pode causar a mastite. Na ordenha mecânica problemas com a energia elétrica, a diminuição do vácuo ou um aumento deste, um ritmo pulsátillento, ou até mesmo um ritmo muito rápido podem ser os causadores das mastites tanto pelo fato de reterem o leite quanto por danos a mama.




4 – PATOLOGIA

Microorganismo altamente patogênicos instalados na glândula mamária começam a se multiplicar nesta, ou devido a resistência local fraca, pode chegar aos adenômeros mamários.
Estes microorganismos, ao atingirem os adenômeros, irãoalterar o ambiente celular, fermentar a lactose e consequentemente, acidificar o meio, causando uma inflamação e aumentando o exsudato celular, alcalinizando o pH e fazendo ocorrer uma migração de neutrófilos e linfócitos para o local da lesão. A mastite, dessa forma, está instalada.
Geralmente as mastites são purulentas com aspecto flocular. No entanto, em formas mais raras, como a Nocardia sp e atuberculosa este aspecto é granulomatoso, e nas causadas por Clostridium perfringens é gangrenosa.

5 – CLÍNICA

Em mastites, a clínica é muito baixa, sendo que mastites causadas por E. coli e estafilococos normalmente causam dispnéia, febre, taquicardia, e às vezes apatia, com rápida evolução para morte em 1 a 3 dias, no entanto, casos com sintomatologia e morte são raros.
S. aureus, S.dysgactiae e S. uberis são os causadores do leite mastítico que mostra-se de coloração clara, com aspecto purulento e flocular, e que geralmente são colhidos em tubos para exames.
Para fazer a diferenciação pode-se usar o Teste do Látex Aglutinação(LA), sendo que o reagente apresenta nas partículas do látex anticorpo antiproteína A, fibrinogênio e imunoglobulina G. Uma amostra de S. aureus...
tracking img