Marques de pombal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4630 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Índice
Introdução .................................................................................................................. 3 O Antigo Regime português na primeira metade do século XVIII .............................. 4 Um projecto modernizador: o despotismo pombalino ................................................ 6 Absolutismoreal....................................................................................................... 6 A Economia Portuguesa na 2ª metade do século XVIII ............................................. 9 O Fomento comercial e manufactureiro no tempo de Pombal ................................. 9 As reformas pombalinas no ensino ....................................................................... 11 A queda do condado pombalense............................................................................ 13 Conclusão ................................................................................................................ 14 Anexo 1 O Urbanismo pombalino ........................................................................................ 16 Bibliografia................................................................................................................ 17 Web grafia ................................................................................................................ 18

2

Introdução Este trabalho é resultado de uma pesquisa bibliográfica que tem como objectivo dar a conhecer o Despotismo Iluminado introduzido em Portugal pelo Marquês de Pombal, no século XVIII. O desenvolvimento desta pesquisadeu-se por meio de um levantamento das condições políticas, sociais e económicas anteriores à introdução do despotismo iluminado em Portugal e é sobre este último tema em concreto que nos debruçaremos, apresentando as medidas e reformas aplicadas pelo ministro de D. José I, de modo a permitir essa introdução no nosso país e as consequências advindas dessa mudança. A condição motivadora paraproduzirmos este trabalho foi a ambição de conhecer, esclarecer e aprender um pouco mais acerca desta época da História do nosso País. Daí a importância em pesquisar, quem era esse homem com ideias modernas, o seu percurso e como e em que contexto seria introduzido no nosso país esse projecto modernizador. Esta investigação mostra a influência de ideias e modelos “estrangeirados”, que influenciaramSebastião José de Carvalho e Melo, fomentando assim um desejo de mudança. Este trabalho inclui-se na unidade curricular de História de Portugal, inserida na licenciatura em Educação Básica.

Palavras-chave: Marquês de Pombal, despotismo em Portugal; Reformas pombalinas.

3

O Antigo Regime Português na primeira metade do século XVIII Entre os finais do século XVI e os finais do século XVIII ecomeço do XIX, vigorou na maioria dos países da Europa um regime político, social e económico designado por Antigo Regime. Esta designação foi-lhe atribuída para o distinguir dos regimes liberais que surgiram após a Revolução Francesa (1789). Por volta de 1668, Portugal, que fizera elevados gastos com a Guerra da Restauração, enfrentou uma crise comercial, derivada da diminuição dos lucros docomércio do açúcar e do tabaco trazidos da América para a Europa, pelos Espanhóis. Tudo isto contribuiu para que D. Luís de Menezes pusesse em prática algumas medidas mercantilistas. Pretendia restabelecer a independência de Portugal, sob o ponto de vista económico, segundo José Hermano Saraiva1. A sua aplicação permitiu o desenvolvimento manufactureiro português defendendo-se, assim, a produçãonacional da concorrência estrangeira, principalmente inglesa. Esta política mercantilista consistiu no fomento da indústria manufactureira, através da abertura de novas fábricas ou de apoios concedidos às já existentes, na vinda de técnicos estrangeiros, na regulação do funcionamento das fábricas, na publicação de leis, chamadas “pragmáticas”. No entanto, a política manufactureira foi contrariada por...
tracking img