Literatura Infantil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3680 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de julho de 2015
Ler documento completo
Amostra do texto
Literatura Infantil: A Contribuição dos Contos de Fadas para a Construção do Imaginário Infantil
Francy Rennia Aguiar de Farias
Juliana de Alcântara Silveira Rubio

Resumo
A intenção do presente trabalho é mostrar tanto para os pais como os educadores, que para as crianças é importante descobrir um mundo além do real, o mundo imaginário, que além de aprender brincando, através dos contos defadas, a criança desperta o interesse pela leitura e assim facilita o seu desenvolvimento cognitivo, social e emocional. Para isso utilizaremos a didática pedagógica da literatura infantil, baseado principalmente nas idéias de Bruno Bettlelheim.
Palavras-chave: Contos de fadas, histórias infantis,criança, fantasia, imaginação.


1. Introdução
Este trabalho apresenta a didática para a utilização daliteratura infantil em sala de aula, levando em consideração a importância dos contos de fadas para a construção do imaginário infantil. O estudo é baseado em autores como Bruno Bettelheim, Nelly Novaes Coelho, que tratam de contos de fadas.Cada autor, em uma área específica: psicanalítica e literária, e outros autores como, por exemplo, Fanny Abramovich e Marcel Postic, que tratam do imaginário. Oobjetivo desse trabalho é observar a influência dos contos de fadas no imaginário infantil. Acredita-se que o contato com os contos de fadas possibilitará a criança o ensaio de vários papéis sociais, proporcionando a construção de uma personalidade sadia, bem como, promover a socialização, a troca de experiência e uma maior inserção no grupo social. Promover o desenvolvimento da imaginação, dacriação, e da percepção de mundo, a partir das possíveis interpretações dos contos de fada.
2.Os Contos de Fadas
Surgiu na França no fim do século XVII sob iniciativa de Charles Perrault (1628 – 1703). Ao contrário do que se possa ser pensado, Perrault não criou as narrativas de seus contos, mas as editou para que elas se adequassem à audiência da corte do rei Luiz XIV (1638 – 1715). Foram àsnarrativas folclóricas contadas pelos camponeses, governantas e serventes que forneceram a matéria-prima para estes contos.
Para que uma estória realmente prenda a atenção da criança, deve entretê- la e despertar sua curiosidade. Mas para enriquecer sua vida deve estimular-lhe a imaginação: ajudá-la a desenvolver seu intelecto e a tornar claras suas emoções. (BETTELHEIM, 2002, p.5)
Apesar do distanciamentoda camada popular e do desprezo pela sua cultura, a classe nobre só conhecia tais narrativas devido ao inevitável contato por meio do comércio ou pelas presenças das governantas e outros serviçais em suas residências. Após coletar tais narrativas, Charles Perrault eliminou o quanto pôde as passagens obscenas ou repugnantes que continham incesto, canibalismo e sexo grupal para manter o seu apeloliterário junto aos salões parisienses.
Foram os franceses que criaram o termo “Conte de Fee” que logo se tornou o “Fairy Tale” em inglês, já no Brasil eles começam a surgir somente no século XIX.
Segundo BETTELHEIM(2002, p.14) “a maioria dos contos de fadas se originou em períodos em que a religião era parte muito importante da vida; assim, eles lidam, diretamente ou por inferência, com temasreligiosos”. Sendo assim, os contos de fadas nada mais eram do que relatos de fatos da vida dos camponeses, recheados de conflitos, aventuras e pornografias, sendo assim, pouco indicado a ser contado para crianças. Esses relatos apenas serviam como entretenimento. Anos mais tarde com a descoberta das fadas, que era a idealização de uma mulher perfeita, linda e poderosa, a qual era dotada de poderessobrenaturais, vê-se a necessidade de utilizar tais histórias alienadas também à educação, já que as crianças gostavam muito desses contos e a fantasia inserida neles estava ajudando a formar a personalidade dessas pequenas pessoas.
Os contos de fadas caracterizam-se pela presença do elemento ”Fada”, etimologicamente a palavra fada vem do latim “Fatum” (destino, fatalidade, oráculo). Comprova-se...
tracking img