Literatura de cordel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1100 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Literatura de Cordel
O que é e origem
A literatura de cordel é típica da região Nordeste do Brasil. É um gênero da poesia narrativa popular impressa, representante da cultura popular.
O Cordel são folhetos, livretos, encontrados nas feiras turísticas, praças e mercados de grandes cidades nordestinas.Hoje podemos encontrá-los também em bancas de jornais, livrarias, aeroportos, praças deartesanatos, etc.
A prática da literatura de cordel teve influência dos povos espanhóis, franceses e principalmente, os portugueses que se fixaram na região nordeste na época da colonização.
Dois grandes folcloristas Brasileiros, Luís da Câmara Cascudo e Manuel Diéges Júnior deram grandes contribuições aos estudos da Literatura de Cordel. Cascudo em vários livros, entre eles o "Vaqueiros eCantadores" e "Cinco Livros do Povo", e Manuel Diéges Júnior no ensaio "Ciclos Temáticos na Literatura de Cordel", ambos abordaram a veinculação dos folhetos de feira, a partir do século XVII, com as “folhas volantes” ou “folhas soltas”.
No começo do século XX a literatura de Cordel tornou-se mais conhecida passando a conquistar cada vez mais leitores e poetas. Entre os inúmeros autores de Cordel algunsnomes se destacaram como o poeta paraibano Leandro Gomes de Barros, que escreveu uma versão brasileira de: “História da Donzela Teodora”. O cordelista foi considerado por Carlos Drummond de Andrade, o “rei da poesia do sertão”. Outros nomes que se destacaram: Apolônio Alves dos Santos, Firmino Teixeira do Amaral, Francisco das Chagas Batista, entre outros.
Com uma rica variação de versos, a poéticade cada folheto conta fatos do cotidiano, histórias de bichos, narrativas tradicionais, histórias de amor, de personalidades importantes na cultura nordestina (como padre Cícero, Lampião, etc.), de figuras públicas, acontecimentos noticiados por jornais (cordel circunstancial), rádio, televisão.
Os poetas populares costumam classificar a literatura de cordel em cinco temas mais freqüentes:romance, valentia (história de um valentão, que sempre acaba mal), gracejo (uma história engraçada), desafio e encantamento (histórias de reinos encantados, com fadas e bruxas). Ariano Suassuna, escritor, poeta e estudioso do assunto, classifica a literatura popular em versos ( o cordel) como : o heróico, o maravilhoso, o religioso ou moral, o satírico e o histórico.
Um dos poetas da literatura decordel que fez mais sucesso até hoje foi Leandro Gomes de Barros (1865-1918). Acredita-se que ele tenha escrito mais de mil folhetos. Mais recentes, podemos citar os poetas José Alves Sobrinho, Homero do Rego Barros, Patativa do Assaré (Antônio Gonçalves da Silva), Téo Azevedo. Zé Melancia, Zé Vicente, José Pacheco da Rosa, Gonçalo Ferreira da Silva, Chico Traíra, João de Cristo Rei e Ignácio daCatingueira.
Vários escritores brasileiros foram influenciados pela literatura de cordel. Dentre eles podemos citar: João Cabral de Melo, Ariano Suassuna, José Lins do Rego e Guimarães Rosa.
Justificativa
Levar a literatura de cordel até a escola significa oferecer um importante e motivante meio de educação aos alunos. Através da poesia popular o aluno poderá conhecer aspectos da história donordestino, pois o cordel retrata a cultura, o cotidiano, a realidade do povo e suas peculiaridades. Mas pode versar sobre qualquer assunto e ser utilizado como recurso pedagógico para debater temas relacionados à educação escolar como cidadania, solidariedade, preconceito, discriminação racial, consciência ambiental, espiritualidade, ética, educação sexual, combate às drogas, violência, condiçãosocial da população, amor ao próximo.
Ter o cordel nas bibliotecas das escolas pode representar um passo extremamente valioso para o devido reconhecimento e resgate desse tipo de literatura e dar à nova geração a oportunidade de apreciar a riqueza e expressividade da nossa cultura. Significa observar o contato do passado, da memória do saber tradicional, do conto poético numa linguagem ao mesmo...
tracking img