Linux

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1410 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Linux SRT

Deusdete S. C. Filho, Eduardo S. B. Peixoto, Fabio R. de Jesus, Raphael G. P. S. Sampaio

Engenharia da Computação – Faculdade Área1
Salvador – BA – Brasil

deusdetefilho@msn.com, brasilpeixoto@hotmail.com, fabinha_rios@yahoo.com.br, raphaelgustavo72@hotmail.com



Resumo. O presente artigo tem como objetivo mostrar de forma clara e objetiva o surgimento,funcionamento e a finalidade do Linux SRT, com o propósito de facilitar a compreensão e utilização dessa tecnologia.


1. Informações Gerais


O RTLinux foi criado em fevereiro de 2007 por Michael Barabanov e Victor Yodaiken para que o Linux além de ter velocidade e eficiência pudesse ter previsibilidade a qual é necessária para uma aplicação de tempo real. Hoje Linux não é somente a plataforma paraexperimentação e caracterização de algoritmos; também é possível encontrar tempo real no Linux, algumas das arquiteturas do Linux oferecem suporte às características de tempo real no kernel padrão disponível no mercado. É possível obter desempenho em soft real time pelo kernel padrão e, com um pouco mais de trabalho, é possível criar aplicativos em tempo real hard.


2. Funcionalidades do LinuxSTR

A maioria das funcionalidades do RTLinux está em uma coleção de módulos carregáveis ​​do kernel que prestam serviços opcionais e níveis de abstração. Estes módulos incluem:
1. rtl sched uma prioridade programador que suporta uma "lite POSIX" interface.
2. rtl time que controla os relógios do processador e exporta uma interface abstrata para ligar manipuladores do relógios.
3. rtlposixio suportes do estilo POSIX de read /white /open com interface para drivers de dispositivos.
4. rtl fifo conecta tarefas RT e manipuladores de interrupção de processos do Linux.
5. Semáforo, é um pacote contribuído por Jerry Epplin.
6. POSIX apoio mutex está prevista para estar disponível na próxima versão de atualização do RTLinux.
7. mbuff é um pacote escrito por TomaszMotylewski para fornecer memória compartilhada entre os componentes e processos RT Linux.

3. Módulos do Kernel


RT-Linux aplicação é na verdade um módulo do kernel. É o mesmo tipo de módulo, que o Linux usa para os drivers, sistemas de arquivos entre outros. A principal diferença entre módulo RTLinux e um módulo comum do Linux é que o módulo RT-Linux chama funções, que são oferecidos peloRT-Linux kernel enquanto módulo comum usa funções do kernel do Linux apenas.


Um código-fonte de um módulo Linux simples é dado abaixo. Ele contém duas funções: init_module, que é utilizado para o módulo ser iniciado por insmod ou modprobe, e cleanup_module, que é chamado antes do módulo ser removido por rmmod.


#include
#include
int init_module(void)
{
printk("Init\n");/*Printing "Init" in Kernel*/
return 0;
}
void cleanup_module(void)
{
printk("Cleanup\n"); /*Clearing "Init" in Kernel*/
}

4. Threads


RT-Linux implementa uma API POSIX para a manipulação de threads; a thread é criada pela função pthread_create() e utiliza parâmetro que contem o código que será executado pela thread, e a sua prioridade de execução.

5. Tempo real no kernelpadrão 2.6

Hoje, no kernel 2.6, é possível obter o desempenho em tempo real soft por meio de uma configuração simples de kernel. No kernel Linux 2.6 padrão, quando um processo de espaço de usuário faz uma chamada para o kernel (por meio de uma chamada de sistema), ele não pode prevalecer. Isto significa que, se um processo de baixa prioridade faz uma chamada de sistema, um processo de altaprioridade precisa esperar até o término dessa chamada antes de obter acesso à CPU. A nova opção de configuração CONFIG_PREEMPT altera esse comportamento do kernel permitindo um escalonamento dos processos se um trabalho de alta prioridade estiver disponível (mesmo se o processo estiver no meio de uma chamada de sistema).

Esta opção de configuração tem no entanto, um trade-off. Apesar de a opção...
tracking img