Linguitica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1410 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ESTUDO SOBRE A LINGUAGEM NA AFASIA APÓS UM ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL

INTRODUÇÃO
Afasia é uma alteração de linguagem, com perda da capacidade de expressão e ou compreensão através da fala e escrita. O objetivo deste trabalho é apresentar algumas noções relacionadas à afasia.
Segundo Coudry (1988), a afasia é uma perturbação da linguagem em que há alteração de mecanismos lingüísticos emtodos os níveis, tanto do seu aspecto produtivo (relacionado com a produção da fala), quanto interpretativo (relacionado com a compreensão e com o reconhecimento de sentidos), causado por lesão estrutural adquirida no Sistema Nervoso Central, em virtude de acidentes vasculares (AVC), traumatismos crânio-encefálicos (TCE) ou tumores. (MORATO, 2002).
A espécie humana, ao descobrir a comunicação,sofre uma importante mudança, pois a partir dessa descoberta, a comunicação que antes se apresentava somente através de gritos de alerta e outras respostas inatas passou a traduzir-se como comportamento humano ampliando o campo de ação do ambiente social. Devido ao fato de a linguagem ser considerada uma das principais ferramentas de comunicação, qualquer impedimento em seu processamento possivelmenteirá comprometer, em variados graus, a capacidade de comunicação da pessoa afetada. Diante disso, o sujeito afásico depara-se cotidianamente com várias dificuldades de comunicação.
Selecionamos aqui o acidente vascular cerebral (AVC) que é um quadro neurológico responsável por um grande numero de episódios. As sequelas de linguagem em um sujeito afásico são manifestadas no lingüístico e possuemdiversas naturezas: fonética, fonológica, morfológica, sintática e semântica. A aterosclerose, a malformação arteriovenosas, a inflamação e a embolia estão entre as causas do desenvolvimento do quadro. Os principais fatores de risco para a manifestação de um AVC são: a idade, a patologia cardíaca,a diabete, a hipertensão, o tabagismo, o sedentarismo, elevada taxa de colesterol, história familiar eentre outros.
O acidente vascular cerebral é uma das doenças que mais matam no Brasil e no mundo. Em 2008, estima-se que seja responsável por cerca de 10% do total de mortes, com aproximadamente seis milhões de óbitos, concentrados principalmente em países pobres. O número de óbitos por AVC projetado para o mundo aumentara para 6,5 milhões em 2015 e para 7,8 milhões em 2030, estudos do bancomundial avaliam que esse expressivo aumento da taxa de mortalidade permanecerá sendo assimétrico ao redor do globo.
No Brasil, em torno de 40% das mortes são por doença cardiovascular. Segundo dados da Academia Brasileira de Neurologia (ABN), com bases em informações do Ministério da Saúde, a cada cinco minutos um brasileiro morre por causa do AVC e que os números atingem em torno de 100 mil vítimas.Além das mortes, o acidente vascular cerebral pode levar às seqüelas graves que abrange em torno de 50% dos sobrevindes a um derrame. Outro ponto a ser destacado é que parte considerável da morte por AVC no Brasil acontece em uma faixa etária precoce, abaixo do 65 anos de idade. Isso leva a um prejuízo econômico muito grande por morte ou incapacitação de uma pessoa produtiva, dados do INSSdemonstra que 40% das aposentadorias precoces são decorrentes de AVC ou infartes. A cada ano surgem 250 mil casos da doença no país, destes 30% apresentam alguma sequela, sendo a afasia uma delas, devido à sua alta incidência é que estaremos desenvolvendo estudo sobre a situação da linguagem na afasia.
Ao estudar a linguagem na afasia e a sua importante relação com a sociedade e a cultura, tomaremoscomo base a neurolinguística discursiva.

A AFASIA DO PONTO DE VISTA DA NEUROLINGUÍSTICA DISCURSIVA
A neurolinguística discursiva (ND), de acordo com Coudry 2008, “é constituída por um conjunto de teorias e práticas, cuja concepção de linguagem, ao contrario de uma visão organicista, concebe língua, discurso, cérebro e mente como construtos humanos que se relacionam.”
Sendo assim o trabalho...
tracking img