Lajes nervuradas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 22 (5470 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 20 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo 4

Universidade Estadual de Maringá
Centro de Tecnologia
Departamento de Engenharia Civil

Prof. Romel Dias Vanderlei

Lajes Nervuradas

Prof. Romel Dias Vanderlei

Curso: Engenharia Civil

Disciplina: Estruturas em Concreto II

Bibliografia:
BOCCHI JÚNIOR, C.F.; GIONGO, J. S. Concreto armado: Projeto e construção de lajes
nervuradas. São Carlos, EESC-USP, agosto de2007
ANDRADE, J.R.L. Estruturas Correntes de Concreto Armado - Parte 1. São Carlos, EESC
– USP, 1977.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Projeto de estruturas de concreto:
NBR 6118:2003. Rio de Janeiro, ABNT, 2004.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Cargas para o cálculo de
estruturas de edificações. NBR 6120:1980. Rio de Janeiro, ABNT, 1980.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMASTÉCNICAS. Laje pré-fabricada – Requisitos –
Parte 1: Lajes unidirecionais. NBR 14859-1:2002. Rio de Janeiro, ABNT, 2002.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Laje pré-fabricada – Requisitos –
Parte 2: Lajes bidirecionais. NBR 14859-2:2002. Rio de Janeiro, ABNT, 2002.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Laje pré-fabricada – Painel
alveolar de concreto protendido. NBR 14861:2002. Rio deJaneiro, ABNT, 2002.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Armaduras treliçadas
eletrossoldadas - Requisitos. NBR 14862:2002. Rio de Janeiro, ABNT, 2002.
BOCCHI JUNIOR, C. F. Lajes nervuradas de concreto armado: projeto e execução. São
Carlos, EESC – USP, 1995.
BORGES, A. de C. Prática das Pequenas Construções, vol.1. São Paulo, Edgard Blücher,
1972.
LIMA, J.C. de O. Boletim Técnico -Sistema Treliçado Global, Vol.1 - Campinas,
mediterr6anea Pré-fabricados de Concreto Ltda, 1991.
PINHEIRO, L.M. Concreto Armado: Tabelas e Ábacos. São Carlos, EESC – USP, 1993.

1

Prof. Romel Dias Vanderlei
Prof. Romel Dias Vanderlei

Sumário
4.1- Introdução
4.2- Tipologia das Lajes Nervuradas
4.2.1- Lajes Nervuradas Moldadas no Local
4.2.2- Lajes Nervuradas Pré-Moldadas
4.2.3- LajesNervuradas com Capitéis e com Vigas-faixa
4.2.4- Lajes nervuradas mistas com fôrma metálica incorporada
4.3- Considerações para Projeto
4.3.1- Vinculação das Lajes Nervuradas
4.3.2- Vãos Efetivos das Lajes Nervuradas
4.4- Pré-dimensionamento
4.4.1- Recomendações da NBR 6118:2003
4.4.2- Critérios de Projeto segundo a NBR 6118:2003
4.5- Ações Atuantes nas Lajes Nervuradas
4.5.1 Açõespermanentes diretas
4.5.2 Ações variáveis normais
4.6- Verificação da Segurança
4.6.1- Verificações Pertinentes às Nervuras
4.6.1.1- Flexão nas Nervuras
4.6.1.2- Cisalhamento nas Nervuras
4.6.2- Verificações Pertinentes a Mesa
4.6.2.1- Flexão na Mesa
4.6.2.2- Cisalhamento na Mesa
4.7- Verificação do Estado Limite de Serviço
4.7.1- Verificação da flecha em lajes
4.8- Exemplo

4.1- IntroduçãoUma laje nervurada é constituída por um conjunto
de vigas que se cruzam, solidarizadas pela mesa.
Esse elemento estrutural terá comportamento
intermediário entre o de laje maciça e o de grelha.

2

Prof. Romel Dias Vanderlei

4.1- Introdução
Segundo a NBR 6118:2003, lajes nervuradas
são:

Prof. Romel Dias Vanderlei

“Lajes moldadas no local ou com nervuras prémoldadas, cuja zonade tração é constituída
por nervuras entre as quais pode ser colocado
material inerte."

4.1- Introdução
Quanto as solicitações, entende-se por lajes
nervuradas aquelas que:
a mesa de concreto resiste às tensões de
compressão
as barras das armaduras resiste às tensões de
tração;
a nervura de concreto faz a ligação mesaarmadura, podendo, também absorver tensões
de compressão.
Portanto,o comportamento do conjunto nervura
(viga) e mesa (laje) é semelhante ao de uma
viga de seção T.

3

Prof. Romel Dias Vanderlei

4.2- Tipologia das Lajes Nervuradas
Consideram-se dois grandes grupos:

Prof. Romel Dias Vanderlei

Lajes nervuradas moldadas no local;
Lajes nervuradas pré-moldadas.

4.2- Tipologia das Lajes Nervuradas
4.2.1- Lajes Nervuradas Moldadas no Local...
tracking img