Karl marx

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1912 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]
Karl Marx

1. Introdução
Karl Marx (1818-1883) – Cientista social, filósofo e revolucionário alemão, foi a inteligência mais poderosa do século XIX. Suas idéias mudaram o mundo. Formulou o materialismo histórico e o materialismo dialético, o qual se transformaria no núcleo da corrente filosófica, ideológica e político-socialconhecida como marxismo.
Em Paris, junto com Friedrich Engels, preparou a doutrina do comunismo científico. A dupla escreveu o célebre Manifesto do Partido Comunista, em 1848, defendendo a luta de classes como motor da história.
Os estudos de economia política de Marx resultaram na esplêndida obra O Capital, de 1867, que durante muitas décadas foi uma referência nas ciências sociais. Ajudou afundar a Primeira Internacional, em 1864.
Sua extensa obra exerce imensa influência no pensamento político e nos movimentos e partidos socialistas do mundo.


2. Aspectos Biográficos
Karl Heinrich Marx nasceu em 15 de maio de 1818, filho de uma família de classe média, de situação confortável, em Trier, às margens do rio Mosela, na Alemanha. Descendia de uma longa linhagem de rabinos, tanto daparte materna quanto paterna, e seu pai, embora fosse intelectualmente um racionalista de formação tipicamente iluminista, só concordara em ser batizado como protestante para não se ver privado de seu trabalho como um dos mais conceituados advogados de Trier.
Aos 17 anos, Marx matriculou-se na Faculdade de Direito da Universidade de Bonn e mostrou-se sensível ao romantismo que ali predominava:havia ficado noivo pouco antes de Jenny Von Westphalen, filha do barão Von Westphalen, figura destacada da sociedade de Trier e que havia despertado em Marx o interesse pela literatura romântica e pelo pensamento político de Saint-Simon. No ano seguinte, o pai de Marx mandou-o para a Universidade de Berlim, maior e mais séria, onde ele passou os quatro anos seguintes e abandonou o romantismo em favordo hegelianismo que predominava na capital naquela época.
Marx participou ativamente do movimento dos Jovens Hegelianos. Esse grupo, que contava com figuras como Bauer e Strauss, estava produzindo uma crítica radical do cristianismo e, implicitamente, uma oposição liberal à autocracia prussiana. Quando o acesso à carreira universitária lhe foi vedado pelo governo prussiano, Marx transferiu-separa o jornalismo e, em outubro de 1842, foi dirigir, em Colônia, a influente Rheinische Zeitung (Gazeta Renana), jornal liberal apoiado por industriais renanos. Os incisivos artigos de Marx, particularmente sobre questões econômicas, levaram o governo a fechar o jornal, e o seu diretor resolveu emigrar para a França.
Ao chegar a Paris em fins de 1843 Marx estabeleceu rapidamente contato com gruposorganizados de trabalhadores alemães que haviam emigrado e com as várias seitas de socialistas franceses. Também dirigiu os Deutsch-französische Jahrbücher (Anais franco-alemães), que pretendia ser uma ponte entre o nascente socialismo francês e as idéias dos hegelianos "radicais alemães. Durante os primeiros meses de sua permanência em Paris, Marx tornou-se logo comunista convicto e começou aregistrar suas idéias e novas concepções em uma série de escritos que mais tarde ficariam conhecidos como Oekonomisch - philosophischen Manuskripte (Manuscritos econômicos e filosóficos), mas que permaneceram inéditos até cerca de 1930.
Nestes manuscritos, Marx esboçava uma concepção humanista do comunismo, influenciada pela filosofia de Feuerbach e baseada num contraste entre a natureza alienadado trabalho no capitalismo e uma sociedade comunista na qual os seres humanos desenvolveriam livremente sua natureza em produção cooperativa. Foi também em Paris que Marx iniciou a colaboração com Friedrich Engels que durara toda sua vida.

































3. Principais Obras de Karl Marx

As obras de Marx relatam sobre temas filosóficos,...
tracking img