Karl marx - a mercadoria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1161 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Karl Marx

Nascido em ..., Karl Marx foi um ..., conhecido pelas suas obras, enfoque na “O Capital”, pela sua posição política extremamente esquerdista e pela sua vida evidentemente tumultuada.

Suas teorias são antagônicas ao poder burguês na sociedade, pois consideram que os trabalhadores têm não apenas o direito, mas o dever de se rebelar contra o poder da classe capitalista,tendo como defesa a idéia em que o proletariado é o pilar que sustenta toda a comunidade.

Era de se esperar que isso causa-se tumulto em sua vida política. Marx foi exilado de vários países, inclusive da sua terra natal, por ser considerado um “tumultuador” que procurava apenas desmontar a já instável estrutura política e monetária pela Europa.




2.1Teoria socialistaTendo o proletariado o poder de lutar contra a classe burguesa, seria possível uma revolução contra a exploração existente nas fábricas e, principalmente, contra o poder político centralizado e excludente.
Marx defende nada mais nada menos que o socialismo, um governo do povo, do proletário, no qual não existiriam exclusões e nem bruscas diferenças. O poder político seria descentralizado,esse era o início do “Socialismo Utópico”.









3. DESENVOLVIMENTO
1. O Produto




Segundo Karl Marx, o produto, de início parece algo fácil de entender, sendo, em suas palavras, “parece ser uma coisa trivial, imediatamente compreensível. Porém, ao se analisar mais profundamente o significado da expressão “produto”, nota-se a sua imaterialidade, sendo algocompletamente abstrato e complexo.

Marx não considera a mercadoria como algo palpável, nada que nossos sentidos possam identificar. O que identifica a mercadoria é a nossa consciência. O valor dela não provém do material do qual é feita, nem do tempo necessário para produzi-la, concluindo, não depende de forma alguma de sua virtú, mas sim da vontade do responsável pela sua produção.A madeira em si, não tem valor, ela simplesmente é “madeira”, nada mais. No momento em que um homem utiliza-se de seu esforço para extrair algo dessa “madeira”, essa torna-se muito mais que antes, surge a madeira produto, a madeira na qual se influi um valor, imaterial, irreal e inconstante.

Karl também explica como o vendedor impõe ao comprador a sua vontade, pois apenas elajustifica o preço do produto oferecido. Pois, é claro que se o valor depende apenas dos laços envolvidos na sociedade, ele é completamente inconstante, basta pensar nos produtos da antiguidade e nos da atualidade.

Se a madeira não tem valor, o que transforma as antiguidades em produtos desejados? O tempo. Seguindo essa lógica, um bem produzido amanhã valerá menos que um produzido hoje,nem todas as lógicas funcionam. Quem decide o que vale mais e o que vale menos, o que é antiguidade e o que não é, o que é raro e o que é trivial é o homem, não o que quer a mercadoria, mas o que a tem.

Nasceu em 1818 na cidade de Treves na Alemanha, foi fundador da Doutrina Comunista. Mudou-se pra Paris onde conheceu seu companheiro de idéias e publicações Frederich Engels. Em 1848escreveu com Engel ``O manifesto do partido Comunista obra fundadora do Marxismo que é uma critica radical a sociedade capitalista, porem a obra de maior enfoque e inacabado em vida por Karl Marx foi a obra “O Capital”.
Suas teorias são antagônicas ao poder burguês na sociedade, pois consideram que os trabalhadores têm não apenas o direito, mas o dever de se rebelar contra o poder da classecapitalista, tendo como defesa a idéia em que o proletariado é o pilar que sustenta toda a comunidade, Marx foi exilado de vários países, inclusive da sua terra natal, por ser considerado um “tumultuador” que procurava apenas desmontar a já instável estrutura política e monetária pela Europa.
Marx o socialismo, um governo do povo, do proletário, no qual não existiriam exclusões e nem bruscas...
tracking img