Interesses conflitos e poder

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3757 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
IMAGENS DA ORGANIZAÇÃO GARETH MORGAN

1. INTRODUÇÃO
Este é um livro a respeito de uma metáfora dentro de outra, ou seja, a metáfora de se efetuar a “leitura da organização”. Procura mostrar como muitas das idéias convencionais sobre organizações e administração foram construídas sobre um pequeno número de imagens tidas como certas, especialmente a mecânica e a biológica. Segundo, explorandoessas e um conjunto alternativo de imagens procura mostrar como se podem criar novas maneiras de pensar sobre a organização. Em terceiro lugar, procura mostrar como esse método geral de análise pode ser usado como um instrumento prático de diagnóstico dos problemas organizacionais, bem como de administração e planejamento das organizações de maneira mais ampla. E, finalmente, procura tambémexplorar as implicações levantadas por esse tipo de análise. A respeito de metáforas: existe crescente literatura demonstrando o impacto da metáfora em relação ao modo pelo qual se pensa, se fala em relação aos sistemas de conhecimento científico e corriqueiro. Usar uma metáfora implica um modo de pensar e uma forma de ver que permeia a maneira pela qual entendemos nosso mundo em geral.

2. ASORGANIZAÇÕES VISTAS COMO MÁQUINA
Dentro dessa concepção, a forma mecânica de pensar, arraigada nas nossas mentes durante tantas décadas, alicerçou o estilo burocrático criando dificuldades para a entrada de novas percepções organizacionais. As organizações são propostas como um fim em si mesmas. São instrumentos criados para se atingirem outros fins. Isso é refletido pelas origens da palavra organizaçãoque deriva do grego orgamon que significa uma ferramenta ou instrumento. Durante o século XIX várias tentativas foram feitas para codificar e promover as idéias que poderiam levar as organizações a uma gestão eficiente no trabalho. O autor justifica dizendo que, muitos teóricos em ciência social observaram que vivemos em uma sociedade tecnológica, dominada pelas necessidades das máquinas e pormodelos mecânicos de raciocínio. Os elementos da teoria mecanicista apareceram pela primeira vez nas idéias dos “atomistas” gregos, tais como Demócrito e Leucipo, no período compreendido entre o século V e o III a.C.. Acreditavam que o mundo era composto de partículas indivisíveis, em movimento e dentro de um vácuo infinito e que todas as formas, movimentos e mudança poderiam ser explicados em termosdo tamanho, forma e movimento doas átomos. Esta visão mecânica influenciou o pensamento científico até o século XX e tem a sua mais completa e extensiva compreensão nas contribuições do físico Sir Isaac Newton que desenvolveu uma teoria do universo enquanto maquina celestial. Dentro do campo da filosofia, as idéias mecanicistas têm exercido influência poderosa em relação às teorias da mente humanae a respeito da natureza e do conhecimento e da realidade. 2

O autor direciona-se ao filósofo francês René Descartes dizendo que este, fixou importantes fundamentações para estes desenvolvimentos na sua famosa obra Discurso sobre o método, publicado em 1637 e na qual apresentava argumentos justificando uma separação entre o corpo e mente e entre sujeito e objeto, numa tentativa de colocar oprocesso de raciocínio humano dentro de uma base tão sólida quanto possível. Em ciência social, a idéia de que o homem é uma máquina exerceu forte influência sobre a psicologia do comportamento, especialmente através da idéia de que os seres humanos são produtos de forças ambientais. Em relação às ligações entre a abordagem mecânica e a vida quotidiana, é interessante observar como as pessoaschegaram a tratar os seus corpos como máquinas. Isto se torna mais evidente em muitas das abordagens de condicionamento físico nas quais o objetivo principal é “ficar em forma”, desenvolvendo o corpo via jogging, calistenia, musculação e ginástica. O autor cita o sociólogo Max Weber (1946, 1947) que discute os paralelos entre mecanização e organização. Ao se tentar compreender o seu trabalho, é...
tracking img