Inspetor escolar – real x ideal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 38 (9495 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADES INTEGRADAS DE JACAREPAGUÁ




DENISI NEVES DE SOUZA












INSPETOR ESCOLAR – REAL X IDEAL






















JUIZ DE FORA
2010



DENISI NEVES DE SOUZA





INSPEÇÃO ESCOLAR – REAL X IDEAL







Monografia apresentada as Faculdades Integradas de Jacarepaguá,como pré-requisito para obtenção do título de Pós Graduação em Inspeção Escolar.












JUIZ DE FORA

2010















RESUMO



Separando-se as várias atribuições do inspetor escolar, esta monografia procura evidenciar o grande valor do papel do Inspetor Escolar na Educação,
O Inspetor Escolar, pessoa que trabalha percorrendo por váriasinstituições escolares, deverá favorecer as escolas, circunstâncias que garantam sua independência pedagógica, administrativa e financeira.
O Inspetor Educador deverá por em prática uma técnica de trabalho menos fiscalizadora e dominadora tornando-se mais participativo e popular, mais dirigente na aplicação das normas de praxe e mais encorajador das criticas e do espírito inventivo, tãoimprescindível a uma mudança para melhor condição do funcionamento do sistema.
A Inspeção escolar, como técnica da educação se envolve de forte caráter político e de evidente cunho pedagógico.


Palavras-chave: Inspeção Escolar; Participação; Organização Escolar










SUMÁRIO











TEMA: INSPETOR ESCOLAR – REAL X IDEALINTRODUÇÃO------------------------------------------------------------------------------6
OBJETIVOS GERAIS, OBJETIVOS ESPECÍFICOS E METODOLOGIA DA PESQUISA----------------------------------------------------------------------------------11
CAPÍTULO I--------------------------------------------------------------------------------13
CONHECENDO A ESCOLA ATRAVÉS DE SEU PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICOCAPÍTULO II ------------------------------------------------------------------------------24
ESCOLA E FAMÍLIA
CONSIDERAÇÕES FINAIS-------------------------------------------------------------34
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS---------------------------------------------------35AGRADECIMENTOS





A Deus, que me Protegendo, permitiu-me vencer os obstáculos e atingir um objetivo maior na minha profissão.

Ao meu marido, que carinhosamente deu-me condições de atingir o objetivo ditado por Deus.“As estradas não param. Para longe, que vão.

Vão, sem se mover/cansar. Permanentemente vão;

Quem quiser vai com elas, usa tudo que é delas

Porque são boas, tão boas, tão amigas

Que ajudam a quem quiser correr,

A quem quiser simplesmente andar,

Ou, tropegamente, caminha apenas...”

Joaquim Cardozo



INTRODUÇÃO



Aoconsiderar a educação um "projeto comum" de toda a sociedade brasileira, sua realização vai exigir um trabalho cooperativo, participativo de todos os recursos humanos. Participar, com consciência de causa, requer assumir uma nova filosofia de vida que inspire todas as ações, comprometidas com o sistema de ensino do Estado e o modo de ação de inspeção dele. O acompanhamento do desempenho dessa complexaorganização é da competência maior do inspetor educacional. Sua função exige a capacidade de ter uma visão de totalidade e interdependência, de conhecer o sistema de ensino e as ações, iniciativas e os descaminhos.

Os novos paradigmas da educação surgidos nos últimos anos e as mudanças ocorridas no processo de ensino-aprendizagem trouxeram mais qualidade à educação, no entanto, junto a...
tracking img