Infancia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1748 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INFÂNCIA E ESCOLA: ALGUMAS REFLEXÕES A PARTIR DE TEXTOS QUE RETRATAM A INFÂNCIA ESCOLARIZADA

Edna da Penha Martins de Oliveira
Professora do Centro Universitário do Centro Leste de Minas Gerais e Supervisora Pedagógica da rede municipal de Timóteo

Falar de infância nos remete a algumas reflexões sobre este tempo de vida ainda não compreendido pela sociedade.Como objeto de estudo, ainfância é sempre um outro em relação à pessoa que fala por ela, ela nunca assume o lugar da primeira pessoa-sujeito do discurso.
Também nos causa uma certa inquietação as questões relacionadas ao significado da infância no mundo contemporâneo e sobre o significado que as crianças constroem ou são conduzidas a construir sobre o seu mundo e, mais especificamente, sobre as instituições sociais, dentreelas a escola-representada nos textos escolhidos a seguir , ora deforma real e, ora de forma modelar.
O ideário de escola imposto às crianças pela sociedade como um espaço de beleza- um espaço azul e rosa-organizado para recebê-las e prepará-las para a vida adulta, cumprindo o que seria a expectativa da sociedade em geral,aos poucos se vai, não constituindo uma representação presente em algumasrelações entre crianças e escola,como afirma Neves(1983);
“A vontade de ir para escola! De poder, com meus pais e minhas irmãs, decifrar o significado daquelas inumeráveis formiguinhas negras encerradas entre as capas duras e vermelhas dos livros de meu pai (...) Talvez por isso, o primeiro dia de escola tenha sido esperado com tanta intensidade.A calça azul a blusa branca,a pequena gravata com tarjabranca identificando o aluno do Primeiro Ano se misturaram em meus sonhos aos dourados e vermelhos , a letras e ao nome do autor de todos aqueles livros que iria aprender na escola pública do bairro.Sonho dourado começaria a se transformar em pesadelo logo no primeiro instante em que vi só, entre gente estranha,sem a minha mãe a quem nunca abandonava(...)


Chorei muito e devo ter provocadoalgum escândalo, pois minha professora ,minha mãe e uma outra que eu soube que se trata-se da temida diretora da escola vieram conversar comigo para tentar me convencer a ser um “homenzinho” e ir para sala de aula”
O desejo inicial de freqüentar uma escola pode ser verificado na maioria das crianças quando pequenas,porém quando este contato se realiza diversas situações agradáveis e desagradáveissão vivenciadas por elas.Estas situações provocam uma desestruturação no mundo infantil a partir do momento em que estas crianças não são compreendidas pelo adulto e que não leva em consideração a cultura infantil em relação à cultura adulta.
É preciso compreender o lugar que a ocupa em nossa sociedade como construtora de uma cultura infantil em relação à cultura adulta, baseada numa concepção emque a infância seja vista como um acontecimento, sendo a criança produto e produtora de cultura ou seja:
“A criança ocupa um papel central em nossa sociedade. Falamos sobre as características da infância, suas necessidades e interesses, a partir da idéia de a criança é diferente do adulto e deve ocupar lugar distinto no universo social. Pensamos que esta especificidade da infância seja algo dadopela natureza ,universal e absoluta.Istoé, a criança seria sempre , em qualquer época, sociedade e grupo cultural diferenciada do adulto.(Gouvêa,2002)
Nesta perspectiva é preciso compreender qual é a representação que as crianças construíram e ou estão construindo sobre a escola. Estas representações podem se constituir a partir de “um repertório de produções culturais variadas-jogos,brincadeiras, músicas, histórias que expressam a especificidade do olhar infantil sobre a escola, olhar este construído através do processo histórico de diferenciação do adulto”.(Gouvêa, 2002).
Se é por este repertório que as crianças representam sua cultura infantil, é interessante perguntar como estas e outras produções culturais vão constituindo as imagens de uma infância escolarizada.
Alguns...
tracking img