Industria cultural

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1728 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A indústria cultural

Com o início do século XVIII ouve uma multiplicação dos jornais na Europa, com o capitalismo a urbanização, a industrialização e, principalmente, a criação e a ampliação do mercado consumidor. As cidades se tornam polos de importância social, econômico e cultural. A população vai abandonando o campo rumo ao trabalho nas fábricas. A mecanização barateia os produtos. Essenovo público incluindo as burguesias industrial e comercial que agora são hegemônicas, e também classe média que se estende, se tornam o novo o mercado inclusive o de bens culturais.
Assim os jornais se tornam importantes, com o preço baixo do papel, e o aumento no número de leitores, passam a divulgar notícias e em seus rodapés passam a existir crônicas que prendem a atenção do, assim surge àindústria cultural, já que os jornais já interferiam na produção e na divulgação de ideias, dando mais destaque a umas e deixando outras de lado, o que massifica o pensamento da população.
Onde no campo as artes faziam parte do costume da população, nas cidades os camponeses ao chegar eram tomados pelo novo ritmo, a arte e o prazer se transformam em serviços oferecidos por profissionais dedicados aeste novo ramo.
Assim surge a cultura de massa, uma forma de padronizar e homogeneizar o pensamento da população, e também as indústrias culturais que produziam em larga escala de acordo com o sistema capitalista, que passa a se firmar no ramo de produtoras e distribuidoras, transformando peças, livros, jornais, filmes em mercadoria.,
Cultura de massa ou indústria cultural
O termo indústriacultural foi criada em 1947, por Theodor Adorno e Max Horkheimer, membro de um grupo conhecido como Escola de Frankfurt, eles analisaram os meios de comunicação de massa e concluíram que eles funcionavam como uma indústria cultural, apenas visando o consumo, fazendo com que a indústria erudita perde-se sua seriedade e a popular sua autenticidade, essa indústria se mostrava igual às outras, pois apenasvisava atender o público-massa e se baseava no princípio da lucratividade.
Os meios tecnológicos tornaram possível reproduzir obras de arte em escala industrial, o que não democratizou a arte, simplesmente, banalizou-a, descaracterizando-a, de forma a fazer o público perder o senso crítico, tornando o consumidor, um consumidor passivo que apenas seguia o que os meios de comunicação de massadiziam.
Para Adorno, a indústria cultural tem como único objetivo a dependência e a alienação dos homens. Ao maquiar o mundo nos anúncios que divulga, ele acaba seduzindo as massas para o consumo das mercadorias culturais, a fim de que se esqueçam da exploração que sofrem nas relações de produção. A indústria cultural estimularia, portanto, o imobilismo.

Ao contrário deles, o filósofo MarshallMcLuhan via a atuação dos meios de comunicação como uma forma futura de aproximação dos homens, ele acreditava que o mundo futuro iria se transformar em uma Aldeia Digital, o que diminuiria as distâncias tanto territoriais quanto sociais.
Já o crítico italiano Umberto Eco ao analisar as diferentes posições dos autores que estudavam a indústria cultural, dividiu os dois grupos em Apocalípticos (Queseriam os que criticavam o mcm) e os Integrados (Que seriam aqueles que o elogiavam).
Os apocalípticos criticavam pois os mcm estariam:
* A veiculação que eles realizavam de uma cultura homogênea (Que desconsidera diferenças culturais e padroniza o público);
* O seu desestímulo à sensibilidade;
* O estímulo publicitário (Criava no público novas necessidades de consumo);
* A suadefinição como simples lazer e entretenimento, não encorajando o público a pensar, tornando-o passivo e conformista.
Já os integrados afirmavam que:
* Os mcm seriam a única forma de informação para uma parte da população;
* As informações veiculadas por ele contribuem para a formação intelectual do público;
* A padronização que unificava os gostos o que aproximava os grupos sociais....
tracking img