Inclusao da pessoa deficiente

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 74 (18493 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A INTEGRAÇÃO DA PESSOA DEFICIENTE NO MERCADO DE TRABALHO

Dorival Carreira



SUMÁRIO

Introdução 3
O sistema de colocação de força de trabalho 4
Quem é esse profissional? 4
Mudança de cultura as faculdades de administração 6
A legislação e a reserva de mercado 8
Administração pública 9
O perfil das empresas 9
O papel das entidades de formação profissional 10
A questão daintegração 11
Conclusão 12
Objetivo 14
Metodologia da pesquisa 14
Conceitos utilizados 15
A pesquisa das empresas 16
Quem utiliza pessoa deficiente? 16
Recrutamento 17
Seleção 18
Treinamento 19
Adequação das edificações 19
Adaptação dos funcionários não-deficientes 19
Avaliação de desempenho 20
Avaliação final 23
A pesquisa das entidades de formação profissional 24
Perguntas & respostas 40A força de trabalho das pessoas portadoras de deficiência 45


A INTEGRAÇÃO DA PESSOA DEFICIENTE NO MERCADO DE TRABALHO

Uma pessoa portadora de deficiência é aquela capacitada para o trabalho em virtude de um treinamento especializado, respeitadas as suas limitações físicas, visuais, auditivas ou mentais.
Dorival Carreira

Dorival Carreira
Professor Da cadeira de Sistemas e MétodosEscola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas
Consultor de Empresas da GVconsult da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas.

* RESUMO: O texto aborda a questão da integração da pessoa portadora de deficiência no mercado de trabalho através de três pesquisas concluídas em setembro de 1992: a primeira, em 55 entidades de formaçãoprofissional; a segunda, em 131 empresas da iniciativa privada e a terceira, em 23 universidades e faculdades de administração. Apresenta, de forma inovadora, a visão do Administrador diante dessa questão, a sua falta de conhecimento sobre essa força de trabalho, o papel das entidades de formação profissional de pessoas portadoras de deficiência, o papel das faculdades de administração na formaçãode Administradores e do governo na aprovação de leis que tratam dos direitos dos cidadãos.
INTRODUÇÃO
O empresário, representado nas organizações pelo Administrador, deve se sentir responsável pela integração da pessoa deficiente no mercado de trabalho? Ele deve oferecer uma porcentagem de suas vagas para pessoas portadoras de deficiências? O processo de recrutamento, seleção e treinamento depessoal deficiente deve ser diferente do processo utilizado para as pessoas não-portadoras de deficiência? O portador de deficiência possui determinadas aptidões acima do normal para compensar a sua perda?
Para estas perguntas, existe apenas uma resposta: NÃO.
Por que há, então, dificuldade em se colocar a mão-de-obra da pessoa deficiente no mercado de trabalho?
Os motivos são diversos. Podemoscitar desde a conjuntura econômica, a política educacional do país até a política de transportes urbanos. Mas, sem dúvida nenhuma, o principal motivo é a falta de conhecimento, por parte dos empresários e, principalmente, dos Administradores de recursos humanos, da capacidade de trabalho, da forma de recrutamento, seleção e treinamento, da legislação em vigor, da reação dos funcionáriosnão-portadores de deficiência.
O SISTEMA DE COLOCAÇÃO DE FORÇA DE TRABALHO
Em primeiro lugar, devemos considerar o processo de colocação de força de trabalho nas empresas como um sistema, ou seja, um grupo de recursos disponíveis ordenados e interligados para atingir um determinado objetivo, sendo estes recursos financeiros, materiais, humanos ou de conhecimento. Este sistema começa a ser desenhado nadescrição de cada cargo existente na empresa, o que permite ao Administrador de recursos humanos definir o perfil de cada um desses cargos. Ao definir o perfil dos cargos, o Administrador deverá conhecer as aptidões do mercado de força de trabalho disponível. Em segundo lugar, o sistema de colocação de força de trabalho atua num ambiente cujos componentes denominamos subsistemas, à medida que...
tracking img