Importancia do enfermeiro educador

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6676 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
Nos últimos anos temos notado que o número de mulheres que vem desenvolvendo a depressão pós-parto (DPP) tem aumentado em um número significativo.
Dentre as principais necessidades que a puérpera desenvolve tal patologia, verificamos que o apoio familiar e principalmente à assistência de enfermagem tem contribuído significativamente para melhoria do seu bemestar, físico e mental, bem como uma melhor interação dos binômios mãe e filho.
Oito de cada dez mulheres podem apresentar a melancolia da maternidade, um transtorno transitório do humor tipicamente marcado por labilidade emocional, irritabilidade e alterações do sono, que perduram cerca de duas semanas após o parto (SANTOS, ALMEIDA, SOUZA, 2009).
Muitos casos de depressão não são deliberados ossintomas persistem levando a depressão pós-parto.
O nascimento do bebê tem sido associado a umas situações de estresse em algumas famílias, relativo algumas mudanças diárias na rotina, durante a gravidez, ao parto e pós- parto. Por estas razões, os profissionais da saúde que lidam com os perfis humanos afetados pela depressão materna necessitam conhecer e refletir suas práticas. Para entender adepressão na etapa puerperal, torna- se necessário enfocar o sofrimento psíco, enquanto mal - estar moderno, um transtorno reativo amplamente identificado em vários perfis humanos (COLTINHO, SARAIVA, 2008).
Esse tipo de depressão pode ocorrer de forma leve a mais grave, no primeiro caso, a mãe tende a se sentir irritada e sensível logo nos primeiros dias após o parto, mas com o apoio e carinho domarido, de familiares e de amigos o sintoma pode desaparecer, geralmente a partir do 15° dia após o parto (RIBEIRO, ANDRADE, 2009).
Com essa perspectiva em foco, objetiva-se com esta pesquisa descrever deste estudo a função do enfermeiro que atua diretamente com puérperas acometidas pela depressão pós-parto, bem como as ações por eles desenvolvidas para um melhor enfrentamento desta problemáticaque pode interferir sobremaneira na interação mãe e filho.
Esta pesquisa justifica-se pela necessidade de conhecer os prejuízos da DPP, as dificuldades enfrentadas na interação mãe e filho, e pela presente atuação na assistência de enfermagem.
A metodologia utilizada na realização deste trabalho foi um estudo descritivo tendo como base uma abrangente revisão bibliográfica de artigos científicosda literatura nacional, bem como teses de mestrado, doutorado, trabalhos de conclusão de cursos disponíveis nas bases de dados Scielo, LILACS, Biblioteca Virtual de Saúde, de acordo com a temática proposta, tendo como prioridade os artigos que foram publicados nos últimos sete anos. Foram utilizados os descritores: Depressão pós-parto, assistência de enfermagem, puérpera com depressão pós-parto.Excluíram-se referências que tratavam da depressão pós-parto em recém-nascidos e incluíram-se os que tiveram relevância a puérperas acometida por esta patologia. Além disso, optou-se também em pesquisar livros publicados que abrangiam esta temática.
Portanto, com essa revisão de literatura espera-se complementar os conhecimentos dos profissionais da saúde. Pois, estes de posse destes dados poderãoorientar pacientes e seus familiares, lidar com as situações, para diminuir os riscos de a puérpera ter uma DPP, contribuindo assim para assegurar melhor qualidade de vida, de mãe e filho.














1. HISTÓRIA E DIAGNÓSTICO DA DEPRESSÃO PÓS-PARTO

De acordo com Valença, (2010), a alta prevalência de DPP reforça seu significado como problema de saúde pú¬blica, exigindoestratégias de prevenção e tratamento. O acompanhamento cuidadoso de gestantes, em es¬pecial as de baixa renda, por meio de ação integrada que leve em conta as variáveis associadas à depressão, pode prevenir graves problemas pessoais e familiares que decorrem da DPP.
Diz Ribeiro, Andrade (2009), o que é depressão a palavra depressão habitualmente pode significar tanto um estado afetivo normal,...
tracking img