Idosos abandonados

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4952 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 2 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE PAULISTA

Nome Completo RA TURMA
Alessandro Silveira de Oliveira A830804 EB1R39
Jansen F. Siqueira da Silva A802FH7 EB1S39
Jaine Soares Campelo A836403 EB1S39
Jefferson Dias de Araujo A978IH0 EB1S39
José Givanildo de Pádua A7745A2 EB1R39
Felipe Araújo de Lima B021AIO EB1S39
Douglas Yamada Pastrona A803777 EB1R39
José Carlos Barbosa da Silva A83EJD0 EB1S39José Radson dos Santos Filho A835415 EB1S39
Diego Gabriel J. M. Suleiman A836GF0 EB1R39
Fernando Henrique Alvez Ferreira Júnior BO20IB5 EB1R39

TRIBOS URBANAS: Idosos Abandonados

SÃO PAULO
2011

UNIVERSIDADE PAULISTA

Nome Completo RA TURMA
Alessandro Silveira de Oliveira A830804 EB1R39
Jansen F. Siqueira da Silva A802FH7 EB1S39
Jaine Soares Campelo A836403 EB1S39Jefferson Dias de Araujo A978IH0 EB1S39
José Givanildo de Pádua A7745A2 EB1R39
Felipe Araújo de Lima B021AIO EB1S39
Douglas Yamada Pastrona A803777 EB1R39
José Carlos Barbosa da Silva A83EJD0 EB1S39
José Radson dos Santos Filho A835415 EB1S39
Diego Gabriel J. M. Suleiman A836GF0 EB1R39
Fernando Henrique Alvez Ferreira Júnior BO20IB5 EB1R39

TRIBOS URBANAS: IdososAbandonados

Trabalho de Homem e Sociedade

Professor: Giuber

SÃO PAULO
2011
INTRODUÇÃO

Iniciamos este Trabalho primeiramente refletindo sobre a seguinte pergunta: Qual seria o motivo pelo qual idosos são abandonados?
Sejam nas ruas ou até mesmo em asilos, há quem sustente que um idoso abandonado come dos frutos venenosos de uma árvore, a qual um dia plantou, razão pela qual o seu abandono,por ele mesmo provocado, constitui a maior pena aplicada pelos seus próprios atos, cujo cumprimento será no mais profundo mar da solidão. Para estas pessoas o abandono caracteriza um castigo.
Outros afirmam que um idoso abandonado reluz o que há de mais sórdido em uma família, o total descaso e intrepidez para com aquele pioneiro, responsável pela própria fundação da família, o primeiroconquistador dos seus valores, cultura e patrimônio, sem dúvida o maior sinal de que o mundo beira a marginalidade e a falta de compreensão. Para estas pessoas o abandono caracteriza um crime.
Evidente que estes são apenas alguns argumentos apresentados pela sociedade, que rapidamente apresenta suas opiniões e razões.
Nosso objetivo, ao apresentar este tema tão polêmico, é apresentar uma análisecultural das possíveis causas do abandono de idosos, levando em consideração as atitudes da família neste contexto, a maneira com que estes sobrevivem nas ruas ou em asilos e o que o Estatuto do Idoso tem a nos dizer sobre seus direitos.
Necessário dizer que o Estatuto considera idosas as pessoas com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos (art.1°), afirmando que o envelhecimento é um direitopersonalíssimo e a sua proteção um direito social (art.8°), além de garantir entre outros direitos, a moradia digna, no seio da família natural ou substituta, ou desacompanhado de seus familiares, quando assim o desejar (art. 37).
Vale dizer ainda que a expressão “idoso”, já constava no texto da Constituição de 1988, fazendo menção no art. 229 de que os filhos maiores têm o dever de ajudar eamparar os pais na velhice, carência ou enfermidade, e no art. 230 de que a família, a sociedade e o Estado têm o dever de amparar as pessoas idosas, assegurando sua participação na comunidade, defendendo sua dignidade e bem-estar e garantindo-lhes o direito à vida.
Esperamos que este trabalho nos leve a refletir acerca do abandono de idosos como um problema social, reflexo do preconceito e doegoísmo com que as sociedades interpretam o estado de vida dos seres humanos.
Todos nós temos como etapa final de nossas vidas a tão conhecida “Terceira Idade” – que para muitos seria a pior fase da vida de um ser humano. No entanto, tentamos ignorar esse momento da vida como se não fôssemos envelhecer. Sobre esse contexto, vamos discorrer nossa pesquisa e esperamos contribuir um pouco mais para a...
tracking img