Ideologia e utopia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2475 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
-------------------------------------------------
“VISÕES SOCIAIS DE MUNDO, IDEOLOGIAS E UTOPIAS NO CONHECIMENTO CIENTÍFICO-SOCIAL”
Aluno: Moacir José Outeiro Pinto
Período: Direito – Turma 2012 - Noturno

Parte a – RESUMO DO TEXTO OU TEMA:
Dados Bibliográficos da Obra que empresta conteúdo ao Texto:

1. Löwy, Michel. “Introdução” - As Aventuras de Karl Marx contra o Barão deMünchhausen: marxismo e positivismo na sociologia do conhecimento. 3a Edição, São Paulo, Editora Busca Vida, ( pp 9/13 ) , 1988

1.2. CONCEPÇÕES SOCIAIS DE MUNDO: Filosofia e Ciência – “Ciência da Natureza” e “Ciência do Espírito” – o Método e a regularidade – Ideologia e Utopia – As concepções de Vida – Aparência Versus Essência – Ciência e Técnica – Igualdade Social e Econômica versus IgualdadeJurídica – Concepção Jurídica de Mundo – Coisificação e Forma Jurídica.

2. Acerca do Autor da Referência Bibliográfica Principal do Texto:

Michael Löwy, ensaísta brasileiro de projeção internacional, nasceu na cidade de São Paulo em 1938, filho de imigrantes judeus de Viena. Sociólogo pela Universidade de São Paulo (USP) desde 1960. Doutorou-se na Sorbonne, sob a orientação de LucienGoldmann em 1964. Vive em Paris desde 1969, onde trabalha como diretor de pesquisas no Centre National de la Recherche Scientifique (CNRS). Veterano e lutador político militante de esquerda, é autor de livros e artigos traduzidos em 25 línguas, dentre os quais destacam-se: Walter Benjamin, aviso de incêndio (São Paulo, Bontempo, 2005); Ecologia e socialismo (São Paulo, Cortez, 2005) e A teoria darevolução no jovem Marx (Petrópolis, Vozes, 2002). ( Em <http://confins.revues.org/6544 > - Acesso em 28/03/2012)



3. Apresentação do Texto:

O referido texto em análise, que se identifica dentro de sua construção como uma resenha acerca do assunto “Ideologia e Utopia” em destaque na presente obra, nos remete a reflexão acerca do entendimento semântico-social de ambaspalavras ( Ideologia e Utopia ), em um contexto interpretativo, literário e científico, cujas se tornam alvo de análise crítica por parte do resenhista que a analisou , o que com grande habilidade hermenêutica nos traz à ação cognitiva das correntes positivistas, do clássico historicismo e principalmente do marxismo, elementos históricos políticos – sociais, que tal como um organismo vivo,conseguem se adaptarem temporalmente em seus conceitos, mesmo com a ação abrupta epistemológica do mundo social, e assim, nos abastece de argumentos claros e objetivos quanto a definição, aplicação e uso Político-Social das Palavras “Ideologia” e “Utopia”.

4. Estrutura do Texto:

O texto está muito bem arranjado em sua estrutura para o entendimento do assunto em questão, com um títuloclaro que se conecta com o contexto apresentado.

Seis perguntas são colocadas tais como um preâmbulo de seus parágrafos, o que convidam o leitor à reflexão prévia acerca da objetividade das Ciências Sociais e suas diversas remissões históricas da humanidade.

Lançando mão de citações sobre trechos de outras obras e interpretações históricas sociais , semânticas e etimológicas, traz emseus parágrafos distribuídos aproximadamente em 4 páginas, uma seqüência de discussões sobre o tema central da “Ideologia e Utopia” que convidam o leitor durante sua leitura à novas reflexões quanto as perguntas que emprestam e se destacam no dito preâmbulo de seus parágrafos.

Cada parágrafo apresentado, o resenhista apresenta suas deslizantes “conversas” com os conceitos e definiçõesatribuídas às questões que denotam sentidos , muitas vezes controversos , a respeito do uso da Ideologia e da Utopia em suas definições no contexto social.

O resenhista, encerra seu último parágrafo com a justificativa do título atribuído ao texto, sem, contudo de forma clara , mas deixando ao leitor que tome suas próprias conclusões finais, o que também não é claramente apresentado, mas...
tracking img