Ideb, prova brasil e compromisso todos pela educação.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1809 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]
CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA DE CAMPO GRANDE

























 

ORGANIZAÇÃO E METODOLOGIA DO ENSINO FUNDAMENTAL

 









































Campo Grande/MS
2012
[pic]
CENTRO UNIVERSITÁRIO ANHANGUERA DE CAMPO GRANDE












ORGANIZAÇÃO E METODOLOGIA DOENSINO FUNDAMENTAL









1. Compromisso todos pela educação


2. IDEB.


3. Prova Brasil


Acadêmicas do 5º Semestre


Profª.













Campo Grande/MS
2012

Compromisso todos pelaeducação

O Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação é a conjugação dos esforços da União, Estados, Distrito Federal e Municípios, em regime de colaboração, das famílias e da comunidade, em proveito da melhoria da qualidade da educação básica.
Ao lançar o Plano de Desenvolvimento da Educação(PDE), o governo federal estabeleceu 28 diretrizes a serem cumpridas para melhorar aqualidade da educação básica no país. O Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação foi inspirado nos 200 municípios que apresentaram médias superiores a 5,0 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB).
O plano também teve origem no estudo Aprova Brasil - O Direito de Aprender, desenvolvido pela UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância), que identificou boas práticas adotadaspor 33 escolas-modelo de Ensino Fundamental localizadas em comunidades pobres de 14 estados brasileiros. 
Todos os mil municípios definidos como prioritários, por apresentarem os piores desempenhos no IDEB, já assinaram o termo de compromisso. A adesão é condição fundamental para a elaboração do Plano de Ações Articuladas (PAR), composto por um diagnóstico da educação no município eobjetivos a serem atingidos. O plano é dividido em quatro áreas: (1) gestão educacional, (2) formação de professores e de profissionais de serviços e apoio escolar, (3) práticas pedagógicas e avaliação e (4) infra-estrutura e recursos pedagógicos.
O Ministério da Educação utiliza o PAR para fazer transferências de verba e fornecer assistência técnica para os municípios, ajudando-os a alcançar asmetas anuais definidas pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). As escolas que conseguem cumprir essas metas recebem, a título de incentivo, uma parcela extra no valor de 50% dos recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE). 
Os sistemas municipais e estaduais que aderirem ao Compromisso seguirão 28 diretrizes pautadas em resultados de avaliação de qualidade e derendimento dos estudantes.
1 - Estabelecer como foco a aprendizagem, apontando resultados concretos a atingir; 
2 - Alfabetizar as crianças até, no máximo, os oito anos de idade, aferindo os resultados por exame periódico específico; 
3 - Acompanhar cada aluno da rede individualmente, mediante registro da sua freqüência e do seu desempenho em avaliações, que devem ser realizadasperiodicamente; 
4 - Combater a repetência, dadas as especificidades de cada rede, pela adoção de práticas como aulas de reforço no contra-turno, estudos de recuperação e progressão parcial; 
5 - Combater a evasão pelo acompanhamento individual das razões da não-freqüência do educando e sua superação; 
6 - Matricular o aluno na escola mais próxima da sua residência; 
7 - Ampliar as possibilidades depermanência do educando sob responsabilidade da escola para além da jornada regular; 
8 - Valorizar a formação ética, artística e a educação física; 
9 - Garantir o acesso e permanência das pessoas com necessidades educacionais especiais nas classes comuns do ensino regular, fortalecendo a inclusão educacional nas escolas públicas; 
10 - Promover a educação infantil; 
11 - Manter programa de...
tracking img