Ictericia neonatal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (377 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE PAULISTA

ENFERMAGEM – 6º PERÍODO – NOTURNO

VIVIANE BISPO DE LIMA

























ICTERÍCIA NEONATALGOIÂNIA, 20 DE NOVEMBRO DE 2012.





UNIVERSIDADE PAULISTA

ENFERMAGEM – 6º PERÍODO – NOTURNO

VIVIANE BISPO DE LIMA

























ICTERÍCIANEONATAL







Trabalho apresentado para avaliação de Atividades Práticas Supervisionadas sob orientação da Professora Helena Fontanella.GOIÂNIA, 20 DE NOVEMBRO DE 2012.

ICTERÍCIA NEONATAL







A icterícia neonatal é uma manifestação que pode ser fisiológica ou decorrente de patologia queocorre em recém-nascidos em consequência do aumento de bilirrubina indireta na corrente sanguínea, sendo sua manifestação clínica a icterícia a pele e as mucosas tornam-se amareladas.Ocorre aproximadamente em 50% dos recém-nascidos a termo e em 70% dos recém-nascidos pré-termo.

Isso acontece porque a bilirrubina indireta está firmemente ligada à albumina, e se separa delae passa a circular livremente no sangue, tornando-se então perigosa, principalmente quando atinge níveis acima de 5 mg%, por ser neurotóxica. A bilirrubina livre difunde-se para o interior dascélulas, intoxicando-as e causando apoptose.

A icterícia é quantificada considerando-se a sua progressão craniocaudal, ou seja, o progresso da icterícia da cabeça para a região inferior do corpo.Há uma tabela que foi elaborada por Kramer e relaciona os níveis de bilirrubina indireta com a zona dérmica de icterícia:

← Zona 1 (cabeça) : BI = 6 mg%
← Zona 2 (zona 1 +tórax) : BI = 9 mg%
← Zona 3 (zona 2 + abdômen e coxas) : BI = 12 mg%
← Zona 4 (zona 3 + braços e pernas) : BI = 15 mg%
← Zona 5 (zona 4 + mãos e pés) : BI = 16 mg%

Alguns...
tracking img