Ictericia neonatal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1909 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A icterícia é a coloração amarelada da pele e das mucosas (mucosa da boca, parte branca dos olhos), causada pelo acúmulo de um pigmento chamado bilirrubina".
INTRODUÇÃO
As células vermelhas de nosso sangue, as hemácias, são as responsáveis pelo transporte de oxigênio aos tecidos. Elas apresentam uma vida média de 120 dias, após o qual são destruídas no baço e seus componentes são reaproveitadosna produção de novas hemácias. Nessa destruição, o componente responsável por carregar o oxigênio, a hemoglobina, é quebrado em partes menores, uma das quais é convertida em bilirrubina.
Essa bilirrubina é capturada pelo fígado e após sofrer alguns processos é excretada (jogada fora) através da bile, que fica armazenada na vesícula. Quando alguma parte de todo esse complexo sistema está afetada,pode ocorrer icterícia.
Grande parte dos recém-nascidos apresenta icterícia nos primeiros dias de vida, sem significar, contudo, a presença de alguma doença. É a chamada icterícia "fisiológica" (ou normal) do recém-nascido. Porém, em alguns casos a icterícia decorre de alguma doença, devendo ser corretamente identificada, para permitir o tratamento adequado.
O primeiro passo da transformação dahemoglobina tbem ocorre no SRE e resulta na formação da bilirrubina (35mg ou 600mol,provenientes de cada grama de Hb; esta é lipossolúvel =, porem insolúvel em água,não podendo ser eliminada por meio da bile ou urina apresenta grande afinidade pelo tecido adiposo e pelo cérebro.
A bilirrubina do fígado não é transportada sob forma livre e sim ligada a albumina,uma proteína (16 mg de bilirrubinapara cada grama de albumina).sob esta forma, a bilirrubina não é capaz de deixar a corrente sanguínea e penetrar no cérebro.ela é chamada de bilirrubina não conjugada,indireta ou pré hepática porque ainda não foi conjugada no fígado

4
ICTERÍCIA "FISIOLÓGICA"
Esse tipo de icterícia acomete aproximadamente 2/3 dos recém-nascidos não-prematuros, sendo ainda mais freqüente nos prematuros. Éuma circunstância normal, apresentando-se de forma leve na maioria das vezes e que regride espontaneamente, mas às vezes requer tratamento para evitar os problemas causados pelo excesso de bilirrubina no sangue.
Ela decorre de um conjunto de fatores que acabam levando ao aumento da produção de bilirrubina, a uma dificuldade de sua captação pelo fígado (o que permite seu acúmulo no sangue) e a umaumento da sua reabsorção nos intestinos. Tudo isso faz com que a concentração de bilirrubina no sangue aumente.
Embora esse acúmulo possa ser considerado normal, nem sempre as conseqüências são inócuas, especialmente se o bebê for prematuro. Neles, dependendo da situação, existe a necessidade de tratamento para evitar-se a impregnação da bilirrubina no cérebro, o que causa grave danos à criança.Em circunstâncias normais a bilirrubina indireta no cordão umbilical é 1,3mg/dl e aumenta menos de 5mg/dl/24h
A icterícia fisiológica clinicamente tem efeito tardio após 24 de vida, ou seja, torna se visível em torno do 2 ou 3 dia
No RN o termo pico Maximo é o 3 e 4 dia (valor BI em torno de 12mg/dl) e vai diminuindo entre o 5 e 7 dia de vida sem tratamento.
No RN o termo pré pico Maximoentre o 4 e 6 dia de vida (valor BI em torno de 15mg/dl)podendo se prolongar ate o período que vai do 10 ao 15 dia.
Segundo esse padrão a icterícia e considerada fisiológica e resulta da destruição das hemácias fetais associadas a limitações transitórias do RN em metabolizar, transportar e excretar a bilirrubina

5
ICTERÍCIA PATOLÓGICA
Quase todos os casos de icterícia não-fisiológicadevem-se à exacerbação dos mesmos mecanismos que causam a icterícia fisiológica. Assim, as principais causas estão relacionadas com os distúrbios da produção de bilirrubina, da captação hepática, do metabolismo, da excreção e da reabsorção intestinal.
Algumas doenças que podem causar icterícia neonatal são:
• Anemia hemolítica: quando as hemácias são destruídas em excesso;
• Infecções;
• Síndrome...
tracking img