Horario flexivel

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1305 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
TECNOLOGIA E GESTAO DE RECURSOS HUMANOS

ANTONIO MARCIO DO NASCIMENTO















título do trabalho
















Sinop
2013


















título do trabalho
SUBTÍTULO DO TRABALHO, SE HOUVER








Trabalho apresentado ao tecnologia e gestao de recursos humanos da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, paraa disciplina [Nome da Disciplina].


Prof.








Sinop-mt

2013







Vivemos em um pais que cresce a cada dia,moro em uma cidade que cresce a cada istante,e com o crescimento fisico e economico,todos nos pagamos,a classe trabalhadora por um lado e as empresas por outro.

Ao longo deste material voce tera uma breve visao de como isso acontece e nesse caso vamosabordar duas ferramentas bem distintas usadas nas empresas,uma seria a flexibilizaçao no horario de trabalho e a outra sera o banco de horas,veremos como as empresas são ajustaveis e como elas se portam diante de determinadas situaçoes em relaçao a colaboradores e como o ministerio do trabalho age como as leis ajudam e ao mesmos tempo atrapalham mas o nosso foco principal é a flexibilizaçao nacarga horaria,vamos falar um pouco da clt(consolidaçao das leis do trabalho) e por fim teremos um resumo parcial do texto aqui apresentado.





















































Bem,vamos começar com um metodo bastante ultilizado ans empresas o chamado banco de horas,o banco de horas foi criado sob a lei 9.601 em 1998

Foi criado apartir de um sistema de conpensaçao de horas masflexivelmas que exige sempre um requisito,autorizaçao por convençao ou acordo coletivo.para

Mas com o passar do tempo vemos que não é bem assim que as coisas funcionam,empresas se prevalecem desse beneficio,explorando cada vez mas o trabalho humano,sem se preocupar com o bem maior,o funcionario.foi criado justamente pra epoca de temporada de grande produçao e depois em epoca que o mercado se esfriavaentao o trabalhador compensava essas horas com folga.

Mas vemos que dessa forma o que serviria para garantir o emprego do trabalhador,passsou apenas a beneficiar o empregador,que deixou de se preocupar o pagamento de horas extras.mas nesse caso acima o que era pra se bom pra ambas as partes passou a ser uma pedra no sapato.porque as empresas beneficiam os seus colaboradores quando querem,e issovem causando um transtorno em massa na classe trabalhadora,empresas cada vez mas arrogantes,mas não vamos aqui generalizar,a empresas sim que cumprem o acordo feito no ato da contrataçao

Estar tramitando desde outro de 2012 na câmara federal extinção do Banco de Horas, sistema de compensação de horas extras adotado pelas empresas desde a década de 1990. Para o deputado, a luta pela aprovação damatéria deve ser redobrada este ano. Ele avalia que o Banco de Horas pode ser visto como uma apropriação indébita legalizada.

Uma boa idéia tomada pelo deputado Assis melo.uma idéia inovadora e aceitável na classe trabalhadora,mas como sempre no meio político a controvérsia,é lógico que alguns irão votar contra,esperar o resultado pra ver no que vai dar,pois é um processo longo e demoradoBom agora vamos entrar em outro assunto o chamado flexibilizaçao de horario de trabalho,metodo esse ainda não reconhecido pelo o ministerio do trabalho,nem tampouco presente na clt,onde o funcionario faz as suas 8 horas diaria de trabalho sem estar presente na empresa,isso podemos chamar de horario movel ,onde o funcionario de onde estiver em qualquer parte doplaneta,pode delagar tarefas,fazer reunioes,fazer uma videoconferencia,audio conferencia responder a e-mails interligado diretamente a empresa,isso graças a tecnologia da informaçao que temos hoje.

Mas lembramos sim que isso é previlegio de poucos,as veses cotado apenas ao pessoal ligado a administraçao,gerencia,gestores,etc e tal

Muitas empresas usam esse metodo,porque??

Porque o mundo...
tracking img