Historia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1805 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
O ideal de renascentista é marcado pela crença em uma capacidade ilimitada da criação humana. A invenção da imprensa contribui para a disseminação de idéias. O espírito de inquietação estende-se à geografia e à cartografia, e o impulso de investigar o mundo leva às grandes navegações e ao descobrimento do Novo Mundo. Como conseqüências, ocorrem progressos técnicos e conceituais, além dequestionamentos que abrem caminho para as reformas religiosas.
O humanismo, estudo da antiga cultura greco-romana, está na origem do Renascimento e surge na Itália no século XIV. É favorecido pelo progresso econômico das cidades italianas, dominadas por uma rica burguesia, interessada nas letras e nas artes. Seus principais centros são Florença, Veneza e Roma e os primeiros grandes representantes,Francesco Petrarca (1304-1374) e Giovanni Boccaccio. O humanismo desenvolve-se de modo notável e atinge o apogeu na Itália, no século XV, em razão de fatores como a proteção dos mecenas (papas, bispos, reis, príncipes e banqueiros que reúnem obras clássicas, amparam os estudiosos da literatura grega e latina, fundam bibliotecas e embelezam seus palácios e igrejas); a fuga dos sábios bizantinos, grandesconhecedores da cultura clássica, para a Itália e a invenção da imprensa. Seus principais nomes nesse período são Erasmo de Roterdã e Thomas Morus (1478-1535).
O Renascimento italiano é favorecido ainda, além dos fatores determinantes do humanismo, por uma tradição clássica, já que o país abrigou o centro do Império Romano, e pelo crescimento econômico das cidades italianas. Grandes mestres doRenascimento italiano são Leonardo da Vinci, Michelangelo, Rafael, Ticiano e Tintoretto. Entre os escritores, destaca-se Maquiavel.
O Renascimento marcou o início dos tempos Modernos no plano cultural. Começou nos fins da Idade Média e atingiu a plenitude entre os séculos XV e XVI. A denominação Renascimento foi resultado da preocupação dos homens que viveram esta evolução cultural, em aproximar asua época da Antigüidade. Consideravam, portanto que a sua época via renascer a cultura antiga, a partir da qual se orientavam, em oposição à cultura medieval, que desprezavam. Julgavam viver um período de luzes depois das “trevas” medievais.
Houve, portanto, um retorno à cultura greco-romana, tanto no plano artístico como na maneira de pensar.
Isso trouxe a redescoberta do valor e daspossibilidades do homem, que passou a ser considerado o centro de tudo. Na Idade Média o centro era Deus.
Foi também acentuada a importância do estudo da natureza.
A característica mais marcante do Renascimento foi o seu profundo racionalismo, isto é, a convicção de que tudo pode ser explicado pela razão do homem e pela ciência, a recusa de acreditar em qualquer coisa que não tenha sido provada. Osmétodos experimentais, a observação científica, o desenvolvimento da contabilidade, a organização política racional, que começaram no Renascimento, são exemplos desse racionalismo.
Os artistas de Florença – A maior parte da Itália era dividida em pequenas cidades-estado, governadas por príncipes comerciantes. Esses príncipes não eram filhos de reis, mas de famílias de comerciantes ricos e poderosos.Muitas vezes irrompiam guerras entre eles.
Florença é uma cidade localizada nos montes toscanos, que ficou famosa por toda a Europa por causa dos tecidos que produzia. Uma das famílias mais influentes de Florença, os Médici, queria ser lembrada assim como outras famílias que lá viviam.
Com o progresso das cidades e do comércio, muita gente enriqueceu a ponto de ficar em condições de proteger osartistas e gastar bastante com a Arte; os protetores dos artistas eram chamados mecenas. Estes acabavam conhecidos e respeitados por todos. A Arte os ajudava a conseguir créditos e a divulgar as atividades de suas empresas, contribuindo para o seu progresso.
Como o fato de ser mecenas era sinal de prestígio, o interesse social uniu-se ao econômico e ao político da Itália.
As famílias...
tracking img