historia da historia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1549 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de maio de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
II. História da História: Os diversos regimes de historicidade

História como disciplina acadêmica no século XIX

A Escola Histórica Francesa, cria da no século XIX, foi responsável pela profissionalização do historiador e pela determinação de uma prática historiadora. Conhecida como Escola Metódica, por justamente estabelecer as bases do método histórico, foi muitas vezes chamada depositivista, fato rejeitado por alguns autores que encaram tal denominação como um erro.
A Escola Metódica ao fundar um novo campo para a prática historiadora, associado ao espaço acadêmico, estabelece as regras e os princípios básicos da escrita da história oitocentista – conhecido como o método histórico. Este método incorporaria os princípios básicos da prática erudita, associando-os aospressupostos teóricos do historicismo e à concepção objetivista reinante nas disciplinas acadêmicas de antanho.
Tal tendência conquistaria a hegemonia em distintas regiões do mundo, sendo representada no Brasil, pelo IHGB.

Introdução:
Longevidade da Escola Metódica: aparece, manifesta-se e prolonga-se durante o período da Terceira República na França.
O projeto de História da Escola Metódica: Os seusprincípios fundamentais estão expostos em dois textos-programas: o manifesto, escrito por G. Monod, para lançar a Revista Histórica em 1876; e o guia, redigido em intenção dos estudantes por Langlois e Seignobos em 1898. A escola metódica quer impor uma investigação científica afastando qualquer especulação filosófica e visando objetividade absoluta no domínio da história; pensa atingir os seusfins aplicando técnicas rigorosas respeitante ao inventário de fontes, à crítica dos documentos, à organização das tarefas na profissão. Os historiadores “positivistas” participam na reforma do ensino superior e ocupam cátedras em novas universidades; dirigem grandes coleções, formulam programas e elaboram as obras de história destinadas aos alunos dos colégios secundários e das escolas primárias.Características ideológicas da escola: “os manuais escolares, muito explicitamente, veneram o regime republicano, alimentam a propaganda nacionalista e aprovam a conquista colonial[...]
Escola metódica - funda uma disciplina científica e segrega um discurso ideológico que permanece vigendo até a década de 1960 na formação geral dos estudantes franceses.(Bourdé e Martin, p.97)

“A RevistaHistórica”
Fundação - 1876, limitada ao âmbito universitário
Revista Histórica: ponto final de uma tradição humanista, prolongamento dos eruditos e herdeiros dos românticos, além de devedores da influência da escola histórica alemã, principalmente no reconhecimento de sua importância na elaboração de instrumentos de pesquisa, crítica de fontes e publicação de documentos.
Projeto histórico da escolametódica: história disciplina científica, cuja cientificidade é garantida por elementos formais, tais como a presença de fontes e citações, e vinculada ao ensino superior: “em grandes traços, os princípios definidos por G. Monod - a saber, o trabalho sobre arquivos, a referência às fontes, a organização da profissão - encontram-se expostos, 23 anos mais tarde, no manual de Langlois eSeignobos”(p.100).
Além da preocupação com temas religiosos expressavam uma preocupação ética através da avaliação da relação estabelecida entre os homens do passado e do presente, pautada numa idéia de continuidade e solidariedade entre passado e presente.

O discurso do método:
Langlois e Seignobos: Introdução aos estudos históricos, para formar gerações de historiadores, exercendo forte influencia na produçãofrancesa de 1880-1930 (p.102).
Contributo: contribuíram para a constituição de uma história científica e pela rejeição dos princípio metafísicos na explicação histórica.
Significado de História para Langlois e Seignobos: “A história não passa da aplicação de documentos”, máxima tirada da teoria do reflexo, tirada de Ranke.
Epistemologia deixada de lado: a relação sujeito e objeto não é...
tracking img