Historia da arte

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1625 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPIRITO SANTO
DEPARTAMENTO DE ARTE E MÚSICA
DISCIPLINA HISTÓRIA DA ARTE NO BRASIL




MARIA LUIZA RODRIGUES DE FREITAS




SEMINÁRIO
NEOCONCRETISMO NO BRASIL








Vitória
2012/2

SUMÁRIO


1 OBJETIVO............................................................................................................................3

2INTRODUÇÃO....................................................................................................................3

3 GRUPO FRENTE – ORIGEM DO NEOCONCRETISMO.............................................4
3.1 Grupo Frente a ruptura........................................................................................4

4NEOCONCRETISMO.........................................................................................................5
4.1 Principais características...................................................................................................5
4.2 Fundadores/Organizadores...............................................................................................5
4.3Integrantes..........................................................................................................................5

5 AS DUAS CORRENTES NO NEOCONCRETISMO......................................................6
5.1 Pinturas, esculturas e objetos combinando as duas formas de arte..............................6
5.2 Percepção tátil,visual e interação de espectador com a obra de arte............................6

6CONCLUSÃO.......................................................................................................................7

5 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS.............................................................................7
1 OBJETIVO
Este trabalho tem como objetivo O Neoconcretismo no Brasil, que deve ser apresentado no Seminário da disciplina História da Arte no Brasil do 5º período do curso de Artes Visuais do anode 2012 da Universidade Federal do Estado do Espírito Santo.


2 INTRODUÇÃO
Na década de 1950 era normal haver debates sobre arte na imprensa escrita e nos meios culturais. E nesse contexto aconteceu um debate entre dois grupos de artistas do eixo Rio/São Paulo denominados Grupo Frente (Rio de Janeiro), concretistas liderados por Ivan Serpa, de onde sairiam muitos dos futuros neoconcretos eGrupo Ruptura (São Paulo), concretistas liderados por Waldemar Cordeiro. Os dois grupos em princípio unidos por concepções e interesses convergentes, buscavam uma maneira de voltar as formas puras da geometrias como base de suas produções, mas havia divergências entre os grupos, apesar de todos estarem reunidos em prol da Arte Concreta, mas a mesma seguia concepções ortodoxa.

Segundo FerreiraGullar não se costuma ressaltar, mas a arte concreta foi um fenômeno importante, pois foi a ruptura com a arte brasileira nascida em 22.

Waldemar Cordeiro líder do Grupo Ruptura em São Paulo, dizia que o Grupo Frente não compreendia os princípios da arte concreta e não poderiam integrar o movimento só por trabalharem com formas geométricas. Estes embates serviram para que o grupo do Rio(Frente), que defendia uma arte com uma expressão mais livre , consolidassem ainda mais as suas posições, daí nasce o movimento neoconcreto. Com as ideias divergentes o grupo do Rio desenvolveu um caminho que era oposto do grupo de São Paulo não como uma teoria nova, mas tendo como base a arte concreta com menos rigidez. O movimento neoconcreto tornou-se um movimento autônomo, um movimentobrasileiro, enquanto a arte concreta foi importada da Europa, uma repetição de coisas do passado, visto que originou-se do construtivismo russo.






3 GRUPO FRENTE - ORIGEM DO NEOCONCRETISMO
Criado em 1954 por Ivan Serpa, o grupo concentrava artistas concretos, em sua maioria, mas possuía uma postura de abertura, possibilitando a entrada de Elisa Martins da Silveira, pintora naïf, e...
tracking img