Helmintos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 32 (7924 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Sumário

1. Introdução 4
2. Desenvolvimento 5
2.1 Nematelmintos 6
2.2 Platelmintos 11
2.3 Asquelmintos 14
2.4 Ciclo de Loss..........................................................................................18
2.5 Ciclo Evolutivo.........................................................................................19















1. IntroduçãoOs primeiros registros de doenças causadas por vermes parasitários, ou helmintos, se encontram no papiro de Ebers, de 1500 a.C., em que se reconhecem descrições de tênias e lombrigas, estas últimas de incidência ainda bastante comum no Brasil e outros países do terceiro mundo no final do século XX. Helmintos ou vermes são animais metazoários muitos dos quais parasitos que vivem em váriaspartes do corpo humano. Do ponto de vista taxionômico, pertencem a diversos filos e se caracterizam pela ausência de segmentação e um verdadeiro celoma, e a presença de protonefrídeos, isto é, canais excretores ramificados com órgãos terminais unicelulares providos de cílios longos.
Os helmintos podem-se classificar em três grandes grupos: nematódeos, ou vermes cilíndricos; cestóides, ou vermeschatos; e trematódeos providos de ventosas.
Os helmintos podem multiplicar-se dentro ou fora do corpo do hospedeiro. Isso depende do ciclo vital específico de cada parasito. Os que parasitam o intestino do homem quase nunca produzem por si sós a morte do hospedeiro. Trazem, no entanto, malefícios ao organismo parasitado, muitas vezes debilitando-o perigosamente.
2. Desenvolvimento

produzir dez oumais segmentos todos os dias, pelo que vez por outra alcança comprimento de até 10 Os Helmintos (vermes) são animais metazoários (organismos pluricelulares), de vida livre ou parasitas de plantas e animais, incluindo o homem. Compreendem três ramos ou filos do reino animal: os Platyhelminthes, vermes achatados, em formas de folha ou fita, com tubo digestivo ausente ou rudimentar; osNemathelminthes, vermes cilíndricos, com tubo digestivo completo, e os Annelida, que não são parasitas.
O Homem é o hospedeiro definitivo e especifico para varias espécies de helmintos, possibilitando que estes se desenvolvam, atinjam a maturidade e se instalem em localizações anatômicas características, comumente o intestino.
Os helmintos podem multiplicar-se dentro ou fora do corpo do hospedeiro. Issodepende do ciclo vital específico de cada parasito. Os que parasitam o intestino do homem quase nunca produzem por si sós a morte do hospedeiro. Trazem, no entanto, malefícios ao organismo parasitado, muitas vezes debilitando-o perigosamente. Entre os helmintos intestinais mais comuns estão os oxiúros, os ascarídeos, os ancilóstomos e as tênias.
As tênias são vermes de corpo chato e largo, que vivemprincipalmente no intestino humano. Existem cerca de quarenta espécies, das quais as mais comuns no Brasil são a Taenia solium e a Taenia saginata. Em geral, o contágio se dá por ingestão de alimentos, que veiculam os ovos ou as larvas. Os vermes adultos vivem fixados pela extremidade cefálica à parede do intestino humano. Em geral só existe um exemplar infectante no intestino, razão por que esseverme é conhecido como "solitária". Sua vida, contudo, pode ser muito prolongada, às vezes até vinte anos, e pode metros.
As Tênias possuem corpo segmentado composto por anéis, chamados proglótides ou proglotes. Habitualmente, para efeitos de esquematização, divide-se o corpo da tênia em três zonas: o escólex ou cabeça, o pescoço e o estróbilo. O escólice é a parte do corpo onde se encontram osórgãos de fixação do verme à mucosa intestinal do hospedeiro, quais sejam as ventosas, o rostro e a coroa de ganchos. O pescoço é uma região de intensa multiplicação celular, responsável pela formação das proglótides. O conjunto de proglótides é chamado de estróbilo. As proglótides, ao se afastarem da extremida anterior vão sofrendo um processo de maturação, passando pelos estágios de proglótides...
tracking img