Grupo pao de acucar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3878 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 31 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A comercialização de produtos de marca própria é vista como uma alternativa de negócio em franca expansão. No mercado brasileiro – onde as marcas próprias ainda têm muito a crescer - grandes redes supermercadistas já desenvolvem e comercializam produtos de marcas próprias com sucesso. Dentre os fatores que garantem a boa aceitação desses produtos, destaca-se o fortalecimento do setor varejista emrelação aos fabricantes, dada a sua proximidade com o consumidor final. O varejista passa a utilizar de forma estratégica essa proximidade, extraindo dele informações importantes sobre suas preferências de compra e exigências em relação à qualidade, preço e nível de serviço. Essas informações sempre obtidas de maneira direta e menos dispendiosa, possibilitam aos varejistas oferecer seus produtosde marcas próprias de forma diferenciada dos produtos de marca nacional.
Tais diferenciais são desenvolvidos para atender às exigências do seu cliente, e podem variar entre qualidade, exclusividade de produto e preço baixo. O varejo por ser uma atividade comercial que apresenta intenso ritmo de expansão e transformação, inspira vários estudos acadêmicos. Sobre o tema marcas próprias inúmeraspesquisas científicas já foram realizadas focando principalmente o comportamento do consumidor em relação a esses produtos. Mas poucas foram as que estudaram a logística entre o supermercado e os seus fornecedores de marcas próprias.
A intenção deste estudo foi conhecer a logística de produtos de marca própria e compará-la com a logística de produtos de marca nacional em uma unidade supermercadista.A idéia central foi buscar as diferenças evidentes entre o nível de serviço oferecido por esses fornecedores. A análise dos resultados procurou, em princípio, responder aos objetivos específicos da pesquisa, o que tornou possível atingir o que foi proposto no objetivo geral.
No que diz respeito ao lançamento de produtos de marca própria, o supermercado pesquisado definiu a diferenciação como oprincipal fator para competir nesse segmento. A qualidade e a exclusividade dos produtos são os 94 requisitos de produção que a empresa prioriza para alcançar essa diferenciação, na tentativa de conquistar a fidelidade do seu cliente.
Os seus produtos são desenvolvidos na categoria Premium – qualidade superior. A literatura aponta o fator preço como principal atrativo das marcas próprias, contudo oSupermercado Gourmet não utiliza desse apelo para comercializar os seus produtos. O seu principal atributo é a qualidade. Em relação às vantagens alcançadas pela comercialização de produtos de marca própria, alguns pontos podem ser destacados. O supermercado compartilha juntamente com o fornecedor o comando das decisões de fabricação. Com isso pode controlar mais de perto a qualidade dos produtosque serão ofertados aos seus consumidores. Quanto às estratégias de marketing para a divulgação e propaganda, não houve manifestação de altos gastos, pois o supermercado assumiu que tais ações são desenvolvidas apenas no ponto de venda. A introdução de novos produtos também considerada pelos fabricantes como uma operação dispendiosa, não acontece quando se trata de marca própria. Esses produtostêm lugar de destaque nas gôndolas, sem precisar pagar por isso. O fato de o supermercado utilizar o seu nome como marca nos produtos, transfere a eles a credibilidade da imagem da empresa, o que facilita em grande medida a aceitação e a comercialização dos mesmos.
Considerando a seleção dos fornecedores de marca própria, pode-se afirmar que o critério adotado pelo supermercado segue passosrigorosos. O primeiro a ser considerado é o da qualidade. O produto deverá apresentar uma qualidade superior que o diferencie dos produtos de marca nacional. Em relação ao volume de compra, avalia-se qual a exigência do fabricante em termos do tamanho dos pedidos. Essa é uma imposição dos fornecedores, que normalmente utilizam apenas a capacidade ociosa de produção para atender as encomendas de...
tracking img