Gravura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 24 (5784 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
-------------------------------------------------
http://www.centrovirtualgoeldi.com/paginas.aspx?Menu=agravura - acessado em 06/02/2012 as 11:08Parte superior do formulário

| |
|
  | A xilogravura merece um local de honra na história da gravura por ser a mais antiga, a mais direta, e, em virtude da sua extrema simplicidade, é facilmente a forma mais democrática de um meioartístico que permite grande multiplicação de cópias. A madeira possui texturas que indicam sua idade e seu caráter, podem ser macias ou duras, com veios ou lisas. Os vegetais nutrem-se da terra, sol, água e ar, o que faz da madeira uma matéria viva e receptiva. Se a árvore for cortada no sentido do crescimento teremos a xilogravura de fio. O corte pode ser transversal ao tronco e teremos então a gravurade topo ou xilografia.

O século XX compreendeu que a xilogravura possui expressão própria, e essa expressão transmite e pode corresponder a um conteúdo determinado, agreste, dramático e pessoal. A técnica ancestral da xilogravura foi escolhida por Oswaldo Goeldi como seu principal meio de expressão. |   |
|
  | ANTECEDENTES DA GRAVURA
|
  | Arte pré-histórica – 30.000 anos a.C.Altamira, Lascaux |
|
|
|
|
|   | Há aproximadamente 30.000 anos atrás, a humanidade já revelava, em várias regiões do mundo paleolítico, a necessidade de uma produção iconográfica. Não podemos deixar de admirar e reverenciar a produção destes “artistas”. As culturas que produziam em cavernas escuras e inacessíveis deixaram registros impressionantes do que pode ser chamado de um modogenérico “artes gráficas”, já que foram deixados desenhos, linhas gravadas e preenchidas com cores, em paredes ou em ossos, no barro, no marfim ou em outros materiais naturais, registros indeléveis desenvolvidos pelo engenho do Homo sapiens. |   |
|
  | CULTURAS ANCESTRAIS
|
  | Mesopotâmia, Suméria - 4.000 a.C. |
|
|
|
|
|   | A Suméria, atual Iraque, localizada entre os riosTigre e Eufrates, com um rico processo cultural iniciado há mais de 4000 anos, possuía um método de escrita em barro. Com pequenos cilindros que se aproximam muito da idéia da impressão, divulgaram idéias, leis e instituições que ainda hoje repercutem em nossa própria civilização. Estes cilindros podiam ser gravados em lápis lázuli, alabastro, barro e outros materiais. Os processos de impressão quetemos hoje e que chamamos de rotativas off set se aproxima muito destes pequenos selos que, ao receber a tinta, eram rolados sobre papiro ou tecidos. |   |
  | Egito – 3.300 a.C. |
|
|
|   | Os antigos egípcios gravavam pequenos selos que podiam ser multiplicados através de uma matriz que os copiava perfeitamente. Sob muitos aspectos pode-se aceitar a idéia que estes pequenos“múltiplos” já continham em germe a idéia da impressão tal como a conceituamos hoje. As imagens nos selos egípcios representavam os símbolos da vida e da morte, bem e mal, em composições extremamente detalhadas e com grande poder imaginativo. |   |
  | Fenícia e Creta – 1.000 a.C. |
|
|
|   | Dois séculos antes de Cristo os fenícios criaram um “alfabeto” que facilitava a vida social e comercialdaquele povo. Esta escrita servia como meio de comunicação extremamente ágil e, ainda hoje, a essência desta idéia permanece nos ajudando. Os pictogramas funcionavam como ícones evocativos dos objetos do mundo real. Em seu desenvolvimento seguiram os ideogramas que combinavam símbolos gráficos com a evocação de idéias abstratas como o amor, a verdade e o espírito. |   |
  | Grécia e Roma - 750 a.C.a 300 a.C. |
|
|
|
|
|   | Da invenção dos fenícios ao alfabeto grego passou-se rapidamente de um estágio primitivo a um outro extremamente avançado. Os vários instrumentos da escrita que evoluíram da pena ao pergaminho passando à imprensa e ao papel, surgiram da necessidade urgente do homem em se comunicar da melhor forma possível.
Em Roma, no VII século a.C. já se...
tracking img