Graduando

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 15 (3531 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
SÉRIE TODAS PROFESSOR(ES) ALUNO(A) TURMA LÍNGUA PORTUGUESA 1. Segundo o texto, a felicidade, que não deve ser tomada como sinônimo de alegria nem antônimo de tristeza, é imperceptível no momento em que é vivenciada, pois a consciência desse estado de espírito só pode acontecer no futuro, depois de passados os fatos que a provocaram, como se afirma em c. Resposta: C 2. Trata-se de uma crônica,gênero textual em que predomina o uso da linguagem coloquial, exposição de sentimentos e reflexão sobre fatos do cotidiano transcritos em 1ª pessoa, traduzindo a forma pessoal de compreender os acontecimentos que cercam o autor. Resposta: D 3. A opção a traduz corretamente a opinião do autor sobre o conceito generalizado de que a celebração do Carnaval ou outras datas festivas é sinônimo dedemonstração de felicidade. Segundo Ana Paula Padrão, a expectativa de que tal deva obrigatoriamente acontecer pode causar arrependimento e frustração a quem o não vivenciou. Resposta: A 4. Segundo a jornalista, a calma e a serenidade são inerentes ao sentimento de felicidade, sensações antagônicas às desencadeadas pela paixão, que vêm acompanhadas de intensa ansiedade. Essa característica de “mansidão”torna-a muitas vezes imperceptível, a ponto de a autora oferecer, humoristicamente, uma pista para identificá-la: “a felicidade é inimiga da ansiedade. As duas não podem nem se ver. Essa é a melhor pista para o seu Manual de Reconhecimento da Felicidade". Assim, é correta a opção b. Resposta: B 5. A principal mensagem do texto é desmistificar os conceitos de felicidade que vulgarmente são associados amomentos de alegria: “Uma festa alegre não significa que você esteja plenamente feliz”. Resposta: C 6. Em todas as opções, o termo destacado exerce função de sujeito, exceto em c, pois a expressão “uma coisa” é objeto direto do verbo transitivo “contar”. Resposta: C 7. No exemplo citado, a vírgula assinala a deslocação da oração subordinada adverbial para o início do período. O mesmo acontece nafrase da opção d, em que a oração subordinada adverbial final antecede a oração principal. Resposta: D
OSG.: 68772/13

ENSINO PRÉ-UNIVERSITÁRIO SEDE Nº TURNO DATA

RESOLUÇÃO
SIMULADO UECE

___/___/___

8. As opções a, b e c apresentam soluções inadequadas, pois: Em a, a locução prepositiva “apesar de” sugere oposição e “além de”, adição; Em b, enquanto o termo “melhor” é comparativo desuperioridade do adjetivo “boa”, “maior” é comparativo de superioridade de “grande”; Em c, “por isso” estabelece noção de conclusão e “entretanto”, de adversidade. Assim, é correta apenas d, pois a oração subordinada adverbial condicional reduzida de infinitivo, “A fim de ser mais funcional”, substitui a original sem prejuízo de sentido. Resposta: D 9. Todas as afirmativas são corretas, exceto b, emque a frase transcrita não contém nenhuma oração iniciada por conjunção subordinativa. A primeira é iniciada por uma conjunção coordenativa adversativa (“mas”) e a segunda, por um pronome relativo (“que”) gerador de uma oração subordinada adjetiva restritiva. Resposta: B 10. A única opção que substitui a palavra destacada sem prejuízo de sentido é c, pois “frenesi” significa “entusiasmo”. Ostermos “recatada”, “licenciosidade” e “episódio” sugerem noção semântica de “pudica”, “desregramento moral” e “fato acessório”, respectivamente. Resposta: C 11. É incorreta a afirmação em e, pois, no contexto, os verbos “correndo (...), matando-se, agonizando, rilhando” exprimem todos eles continuidade de ação. Todas as demais são corretas. Resposta: D 12. No contexto, a expressão “Nero de fita decinema” reforça a ideia contida em “anticristo da rua”, pois a figura do imperador Nero é associada habitualmente a tirania e violência, e o garoto, vizinho do autor, também se comportava de forma agressiva a ponto de os adultos o considerarem má companhia para qualquer criança. Resposta: D 13. A proposição II é incorreta, pois na crônica “Bocage no futebol” não há inclusão de fala em discurso...
tracking img