Gestao publica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1504 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
 Através de novos formatos institucionais, novos instrumentos de gestão e novas formas de controle, a reforma administrativa pretende contribuir para um processo de aprendizado político e organizacional que torne as instituições públicas mais accountable.  Suas propostas visam contribuir não apenas para o aumento da eficiência dessas instituições (obtenção de resultados), mas também para suamaior transparência (informação), talvez o mais forte pilar da accountability democrática.  REFORMA ADMINISTRATIVA,PREVISIBILIDADE DECISÓRIA E EFICIÊNCIA DO ESTADO.

Estado Democrático Aquele que promove o reequilíbrio do poder em favor da cidadania Cidadania
como importante elemento

para contrabalançear o poder
da burocracia

Novas formas de controle, incluindo a participação cidadã nosprocessos de decisões políticas, por meio da representação social

Parcerias com o setor
social

Orientação Estratégica
Desenvolvimento econômico do país Não é capaz de alavancar sozinho o desenvolvimento social São necessárias políticas integradas e sistemáticas de redução da exclusão e da desigualdade social, em conjunto com as políticas de promoção do desenvolvimento econômico Conceito de Estado:

Preserva:

o atributo de ser promotor do desenvolvimento social e o caráter redistributivo, destinado a atenuar as distorções do mercado e amparar os contingentes que ficam à margem do progresso econômico

Orientações:
Ênfase no papel

orientador do Estado (formulação, coordenação,

orientação, regulação e fiscalização), nas relações de parceria com agentes privados esociais e na promoção do desenvolvimento nacional

Descentralização como forma de ampliar o alcance da ação estatal,
fazendo-a chegar até os cidadãos.

Ênfase no princípio

da autonomia, como padrão de desenho
resultados

organizacional em contrapartida à responsabilidade de alcançar

Ênfase no controle

externo (social)

Participação social como forma de conceder perenidade esustentabilidade aos projetos públicos.

Estado Democrático Aquele que promove o reequilíbrio do poder em favor da cidadania

como importante elemento para contrabalançear o poder da burocracia

Cidadania

Novas formas de controle, incluindo a participação cidadã nos processos de decisões políticas, por meio da

Parcerias com o setor
social

representação social

Orientação EstratégicaDesenvolvimento econômico do país Não é capaz de alavancar sozinho o desenvolvimento social

São necessárias políticas integradas e sistemáticas de redução da exclusão e da desigualdade social, em conjunto com as políticas de promoção do desenvolvimento econômico

Conceito de Estado:

Preserva:
o atributo de ser promotor do desenvolvimento social e o caráter redistributivo, destinado aatenuar as distorções do mercado e amparar os contingentes que ficam à margem do progresso econômico

Orientações:
Ênfase no papel

orientador do Estado (formulação, coordenação,

orientação, regulação e fiscalização), nas relações de parceria com agentes privados e sociais e na promoção do desenvolvimento nacional

Descentralização como forma de ampliar o alcance da ação estatal,fazendo-a chegar até os cidadãos.

Ênfase no princípio
resultados Ênfase no controle

da autonomia, como padrão de desenho

organizacional em contrapartida à responsabilidade de alcançar

externo (social)

Participação social como forma de conceder perenidade e
sustentabilidade aos projetos públicos.

Atuação do Estado no desenvolvimento social e econômico

Setor social

Garantir aordem social Gerar benefícios sociais

Garantir a ordem econômica Produzir bens e serviços para o mercado

Gerar lucro

Atuação do Estado no desenvolvimento social e econômico
Administração Pública Iniciativa Privada Sociedade Civil (Terceiro Setor)

Setor social

Ação direta do Estado, por meio de órgãos e entidades públicos

Relação de fomento e parceria:
Convênios, termo de...
tracking img