Gestao de pessoas no seculo xxi

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2646 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Gestão de Pessoas nas Organizações do Século XXI
Angélica Patrícia Miranda Bahia / Robinson Wagner Barbosa
Engenheira Eletricista e pós-graduada em Engenharia da Produção pelo Ietec. Engenheira de Processos Senior da Jabil do Brasil
Matemático e pós-graduado em Engenharia da Produção pelo Ietec. Gerente de Produção da Cromic Calçados.

A gestão de pessoas será o maior desafio aser vencido pelo Engenheiro de Produção como gestor da indústria do século XXI. Apesar do todo discurso empreendido pelas empresas e especialistas na área de recursos humanos, ao analisarmos o mercado de trabalho, constatamos o aumento de dificuldades das empresas no preenchimento de suas vagas, devido ao alto nível de exigência do perfil dos candidatos. Posteriormente, observamos também adificuldade em motivá-los e mantê-los em seus quadros. No mundo globalizado, onde as informações estão disponíveis com muita facilidade, vemos pessoas cada vez mais sonhadoras e insatisfeitas com a própria realidade e na maioria das vezes, sem o delineamento claro do seu caminho profissional.

Palavras chaves: gestão de pessoas, paradoxos, motivação, conflitos, mudanças.

Introdução

ConformeFurtado & Neto (2007), desde o início dos anos 1990, o Brasil e o mundo experimentam transformações profundas das relações de trabalho devido a globalização. A maior competitividade do mercado, países e blocos econômicos nos levam como conseqüência, a uma reestruturação produtiva introduzindo novas tecnologias e inovações organizacionais. Como conseqüência desta reestruturação, experimentamos areengenharia e a terceirização.
Podemos verificar que essa reestruturação está em ampla ascensão. Os profissionais se vêem, cada vez mais, obrigados a se tornarem parte das organizações. As transformações nas relações trabalhistas nos remetem a empresas com novas e mais enxutas relações hierárquicas, a diminuição do trabalho tradicional fordista, do trabalho em tempo integral e por tempo indeterminado ea segurança no emprego. Vê-se um aumento da exigência da participação, capacitação e envolvimento dos trabalhadores.
As empresas procuram reduzir cada vez mais o número de trabalhadores diretos, mesmo que isto signifique perda de sua identidade, de qualidade ou até mesmo de prestígio e confiança perante a opinião pública. O revés da história é que poucos profissionais estão aptos para atendimentodas exigências do mercado, os Engenheiros de Produção na posição de gestores, exercem o papel de motivadores, amigos e ao mesmo tempo de autoridade. A cultura é sempre obter uma melhor posição nas organizações, e certamente, não haverá espaço para todos, gerando conflitos cada vez mais freqüentes. A gestão de pessoas neste novo modelo de corporação é um grande desafio ao mesmo tempo em que aspessoas encontram-se cada vez menos motivadas e desinteressadas pelo sentido de sua própria identidade.
Desenvolvimento
Estamos vivendo uma excelente fase produtiva no Brasil e muito se fala sobre a busca incessante das empresas por bons profissionais e suas dificuldades em encontrá-los. CRUZ (2008) divulgou que em pesquisa mensal (Junho/2008) da Fundação João Pinheiro, DIEESE e Secretaria deEstado de Desenvolvimento Social o emprego formal na região metropolitana de Belo Horizonte chegou a 47, 5% da população ocupada. Porém, existe uma expectativa que nos próximos 10 anos, as empresas exigirão cada vez mais flexibilidade e capacitação de seus funcionários, que deverão conscientizar-se que será cada vez mais difícil ter um emprego estável.
O cenário atual remete-nos a futuros empregosvoltados para tarefas ou projetos de duração definida, já que as empresas estão mais interessadas por produtividade imediata. Trabalhos realizados já não são garantias de emprego. O profissional será selecionado pela aptidão potencial e a capacidade de se adaptar aos diversos desafios de mudanças setoriais em uma empresa, ou seja, ser um multi-especialista. Logicamente, que estamos falando de...
tracking img