Fraude da worldcom

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5618 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A WorldCom, gigante americana das telecomunicações, pediu concordata, tornando-se o maior caso de insolvência da história nos Estados Unidos

As dívidas da empresa ultrapassam US$ 30 bilhões (R$ 86,2 bi, aproximadamente) e o pedido de concordata tem como objetivo proteger a empresa de seus credores para que a companhia possa tentar rearrumar suas finanças.

As operações internacionais detelefonia e de internet da Worldcom não vão ser afetadas pela concordata.

A empresa está sob investigação federal nos Estados Unidos para apurar uma fraude bilionária em seu balanço.

Reestruturação

A direção da WorldCom vai agora tentar renegociar empréstimos, vender parte dos negócios da empresa e realizar demissões entre os 85 mil empregados em 65 países.

A empresa vai continuarfuncionando e a concordata não atinge suas operações internacionais.

Além de esperar gastar cerca de US$ 2 bilhões (R$ 5,7 bilhões) com a reestruturação, a WorldCom convidou o ex-secretário de Justiça, Nicholas Katzenbach, e o ex-presidente do Conselho de Padrões de Contabilidade Financeira para integrar o seu conselho de diretores.

A lei de concordatas dos Estados Unidos – chamada capítulo 11 – dáa empresas um determinado período de proteção contra as demandas de credores para pôr suas contas em ordem. No caso da WorldCom, a empresa espera colocar seu balanço em ordem em 12 meses.

Fraude

A revelação de fraudes no balanço da WorldCom se seguiu a escândalos semelhantes em outras empresas americanas, incluindo a Enron, gigante do setor de energia que pediu concordata no ano passado.A WorldCom admitiu ter fraudado seu balanço, escondendo perdas de US$ 1,2 bilhão (R$ 3,44 bilhão) ao contabilizar gastos de US$ 3,85 bilhões (R$ 11 bi) como investimentos.

Os escândalos envolvendo a contabilidade de empresas nos Estados Unidos reduziu ainda mais a confiança dos investidores americanos no mercado financeiro.

De acordo com analistas, o pedido de concordata deve fazer com queas ações da empresa em mãos de investidores, que tiveram seu valor reduzido para alguns centavos, percam totalmente o valor.

Outra dúvida é se os detentores de títulos da dívida da empresa no valor de US$ 30 bilhões (R$ 86,2 bi) vão poder trocar os papéis por ações da WorldCom reestruturada, como normalmente é exigido nestas circunstâncias.

TERREMOTO GLOBAL
[pic]
Falta de confiança nosbalanços de grandes empresas dos EUA abala mercados e afasta investidor estrangeiro do Brasil
[pic]
ANA MAGDALENA HORTA
[pic]
[pic]
|Não se trata apenas da maior fraude da história corporativa dos Estados Unidos nem do espectro da falência da|
|segunda maior operadora de chamadas de longa distância do país. A divulgação de um rombo de cerca de US$ 4 |
|bilhões nas contas da americanaWorldCom, na quarta-feira, fez tremer a terra porque tocou em algo além dos |
|números – mexeu na fé em relação ao que eles representam. Bolsas de valores nos quatro continentes arriaram |
|sob o peso da desconfiança em um sistema de contabilidade que, por longos anos, assinou atestados de saúde |
|para gigantes do mundo empresarial. Para os investidores, deter ações de multinacionais deixou nosúltimos |
|dias de ser um negócio com lucro certo e virou um arriscado jogo de roleta-russa. |
|“O sistema parecia realmente um cassino de vez em quando, mas pelo menos era um cassino honesto”, disse o |
|estrategista do banco de investimentos Merril Lynch, Barton Biggs. “Agora as pessoas estão questionando essa |
|premissa básica.”|
|O caso WorldCom, imbatível no tamanho do buraco financeiro, é o mais recente de uma série de escândalos |
|envolvendo verdadeiros mitos capitalistas. Empresas recheadas de lucros e consideradas exemplos de |
|administração moderna ruíram ou estão com a reputação para sempre comprometida por causa de manobras...
tracking img