Fisioterapia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3118 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
FISIOLOGIA

DO

ESTRESSE:

ASPECTOS

NEUROENDÓCRINOS

E

COMPORTAMENTAIS

Autores: Cármen Marilei Gomes, Juliana Azambuja da Silva

Estresse: Aspectos Gerais

O estresse pode se definido como um esforço de adaptação do organismo para enfrentar situações ameaçadoras a sua vida e ao seu equilíbrio interno (FRANCI, 2005). Salienta-se que vem sendo motivo de estudo desde aantiguidade, quando era conceito central na medicina e na saúde (STRAUB, 2005). Um nível de estresse é necessário e saudável para que possamos desempenhar nossas diferentes atividades, porém, é para a sobrecarga de estresse que se deve chamar a atenção, pois é quando este pode vir a tornarse prejudicial (ROSSI, 2004). A palavra "Estresse" vem do inglês "Stress". Esse termo foi usado inicialmente na físicapara traduzir o grau de deformidade sofrido por um material quando submetido a um esforço ou tensão. Hans Selye foi o primeiro a utilizar o termo estresse em 1926, ao notar um conjunto de sintomas comuns em determinados pacientes, tais como, falta de apetite, hipertensão arterial, desânimo e fadiga. Ele transpôs este termo para a medicina e biologia, significando esforço de adaptação do organismopara enfrentar situações que considere ameaçadoras a sua vida e ao seu equilíbrio interno. Apesar de alguns autores conceberem o estresse como algo nocivo, desencadeado por estados emocionais negativos, essa resposta do organismo pode também ser precipitada por emoções positivas, percebidas como excessivas (McEwen, 2000). O que desencadeia ou não a resposta é a avaliação que o organismo faz dasituação (Lipp, 2003; McEwen, 2000). O estresse pode ser compreendido como uma resposta necessária à manutenção da vida do organismo (Sardá et al., 2004). Conforme os estudos de Selye, o estresse pode ser dividido em três fases: a Fase de alerta, que ocorre quando os estímulos estressores iniciam e há resposta rápida do organismo como preparo para luta ou fuga. Esta fase termina com a restauração dahomeostase, porém este estado de alerta não pode ser mantido por muito tempo; a Fase de resistência, que é onde aparecem as primeiras conseqüências mentais, físicas e emocionais, pois o organismo tenta restabelecer o equilíbrio interno para resistir ao estressor. Nesta fase, o organismo pode ficar mais desgastado e mais suscetível a doenças, tendo um desgaste generalizado e dificuldades dememória. O

indivíduo precisa utilizar mecanismos para controle do estresse a fim de conseguir sair desta fase, caso isso não ocorra, o estresse pode chegar a sua fase crítica; e a Fase de exaustão, que é quando começam os sintomas de irritabilidade, dificuldades para relaxar, isolamento social, alterações do sono, dificuldades sexuais, queda de cabelo, baixa autoestima, aumento da glicose circulantee colesterol. Com a permanência dessa fase, podem aparecer patologias mais graves como úlceras gástricas, doenças cardiovasculares, depressão, entre outras. De fato, o estresse prolongado pode afetar o crescimento corporal e o metabolismo, pode causar depressão da atividade da glândula tireóide e redução da função reprodutiva, incluindo distúrbios do ciclo menstrual. Também influencia nos aspectosmotivacionais e cognitivos da aprendizagem (CHROUSOS; GOLD, 1992). Lazarus apud Straub (2005) desenvolveu o modelo transacional do estresse, no qual ele define que o impacto sobre a saúde provocado pelos problemas do cotidiano, depende da freqüência, intensidade e duração, como também são mediados pela personalidade e estilo individual de enfrentamento de cada indivíduo. Assim, algunspesquisadores acreditam que indivíduos que apresentem um nível maior de ansiedade irão identificar mais estresse nos problemas do cotidiano (STRAUB, 2005). Desse modo, a personalidade ansiosa pode desencadear tanto estresse quanto os problemas enfrentados, pois o indivíduo irá reagir de forma exagerada aos eventos do dia-a-dia, ampliando o impacto das situações. Ao estudarmos a natureza de um evento...
tracking img