Filosofia moderna

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1368 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1º - “A filosofia está na história e tem uma história”; comente essa afirmação e relacione estar na história e ter uma história.

R = A filosofia manifesta e exprime os problemas e as questões que em cada época de uma sociedade, os homens colocam para si mesmos diante do que é novo e ainda não foi compreendido. Por isso Está na História
E por dar as respostas, as soluções e as novas perguntasque os filósofos de uma época oferecem tornam-se saberes adquiridos que outros filósofos prosseguem ou tornam-se novos problemas que outros filósofos tentam resolver. Por esse motivo tem uma História.

2º - Apresente quando se iniciou a Modernidade, destaque os grandes acontecimentos que foram fatores de mudança e marcaram fortemente este período da história da humanidade.

R = Filosofiamoderna é toda a filosofia que se desenvolveu durante os séculos XV, XVI, XVII, XVIII, XIX; começando pelo Renascimento e se estendendo até meados do século XIX.

Podemos citar as obras “MEDIAÇÕES” de René Descartes e o “TRATADO” de George Berkeley, onde se fazia referência a questões tais como da prova da existência de Deus e da imortalidade da alma.

E “A VIRADA EPISTEMOLÓGICA” que segundoImmanuel Kant, a filosofia claramente passa a ser incarada como uma atividade de clarificação das proprias condições do conhecimento humano.

3° - Comente as “grandes linhas do pensamento que predominaram na Renascença”.

R = São três as grandes linhas de pensamento que predominavam na Renascença:

1) Aquela proveniente de Platão, do neoplatonismo e da descoberta dos livros do Hermetismo; nela sedestacava a idéia da Natureza como um microcosmo (como espelho do Universo inteiro) e pode agir sobre ela através da magia natural, da alquimia e da astrologia, pois o mundo é constituído por vínculos e ligações secretas entre as coisas; o homem pode também, conhecer esses vínculos e criar outros, como um deus.

2) Aquela originária dos pensadores florentinos, que valorizava a vida ativa, istoé, a política, e defendia os ideais republicanos das cidades italianas contra o Império Romano-Germânico, isto é, contra o poderio dos papas e dos imperadores. Na defesa do ideal republicano, os escritores resgataram autores políticos da Antigüidade, historiadores e juristas, e propuseram a "imitação dos antigos" ou o renascimento da liberdade política, anterior ao surgimento do impérioeclesiástico.

3) Aquela que propunha o ideal do homem como artífice de seu próprio destino, tanto através do conhecimento (astrologia, magia, alquimia), quanto através da política (o ideal republicano), das técnicas (medicina, arquitetura, engenharia, navegação) e das artes (pintura, escultura, literatura, teatro).

Os nomes mais importantes desse período são: Marcílio Ficino, Giordano Bruno, Maquiavel,Kepler e Nicolau de Cusa.

Giordano Bruno apresentou a teoria heliocêntrica de Nicolau Copérnico, que propunha que a Terra girava em torno do sol, e que este era o centro do nosso sistema planetário. Defendeu que o universo é um todo infinito, cujo centro não está em parte alguma. Giordano Bruno foi condenado à morte na fogueira por contestar o pensamento católico, que tinha como um dos pontosbásicos a crença que a Terra era o centro imóvel do universo.

4° - Que significa o “grande racionalismo clássico”?

R = O Grande Racionalismo Clássico foi um momento da Filosofia moderna marcado por três grandes mudanças intelectuais do século XVII a meados do século XVIII.
Primeira Mudança Intelectual
Aquela conhecida como o “surgimento do sujeito do conhecimento”, isto é, a Filosofia, emlugar de começar seu trabalho conhecendo a Natureza e Deus, para depois referir-se ao homem, começa indagando qual é a capacidade do intelecto humano para conhecer e demonstrar a verdade dos conhecimentos. Em outras palavras, a Filosofia começa pela reflexão, isto é, pela volta do pensamento sobre si mesmo para conhecer sua capacidade de conhecer.
O ponto de partida é o sujeito do conhecimento...
tracking img