Fichamento moacir gadotti

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4483 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
DANIEL CAMILO SENA E-MAIL: dan-sena@hotmail.com MOACIR GADOTTI

FICHAMENTO Ficha 1 Concepção Dialética da Educação: Um estudo introdutório. Moacir Gadotti. – 11. Ed. – São Paulo/ Cortez, 2000.

A concepção do método dialético consiste em um conjunto de movimentos no estudo das contradições sendo a essência da dialética está dividido em IV capítulos que são A Dialética: Concepção e Método, Críticada Educação Burguesa, Crítica da Pedagogia Crítica, Crítica da Educação Brasileira. Capítulo I A Dialética: Concepção e Método [...] Sócrates foi considerado o maior dialético da Grécia. Utilizando-se da dúvida sistemática, procedendo por análises e sínteses, elucidava os termos das questões em disputa, fazendo nascer a verdade como um parto na qual ele (o mestre) era apenas um investigador, umprovocador e o discípulo o verdadeiro descobridor e criador. Pág. 15 Outro filósofo pré-socrático que está na origem da dialética é Heráclito de Éfeso. Para ele a realidade é um constante devir, onde prevalece a luta dos opostos: frio-calor, vida-morte, bem-mal, saúde-doença, etc. Um se transformando no outro. Tudo muda tão rapidamente, dizia ele, que não é possível banhar-se duas vezes no mesmorio: na segunda vez o rio não será mais o mesmo e nós mesmos já teremos também mudado. Pág. 15, 16 Para Platão a dialética era um método de ascensão ao inteligível, método de educação racional das idéias. Esse duplo movimento do método dialético permitia, primeiro, passar da multiplicidade para a unidade e, segundo, discriminar as idéias entre si, não confundi-las. [...] o primeiro consistiria emreunir sob uma única idéia as coisas dispersas, tornando-as claras e comunicáveis; o segundo momento consistiria em dividir novamente a idéia em suas partes. Pág. 16 No início da Idade Moderna a dialética foi julgada inútil, na medida em que se considerava que Aristóteles já havia dito tudo sobre a lógica e nada havia a se acrescentar. A dialética limitar-se-ia ao silogismo, uma lógica dasaparências. Assim pensavam Descartes e Kant. Apesar disso, a concepção do método dialético avança com a exposição feita por Descartes em seu Discurso do Método, propondo regras para a análise, para atingir cada elemento do objeto ou fenômeno estudado e a síntese ou reconstituição do conjunto. Pág. 17.

DANIEL CAMILO SENA E-MAIL: dan-sena@hotmail.com MOACIR GADOTTI

Ficha 2 Hegel chega ao real, ao concreto,partindo do abstrato: a razão domina o mundo e tem por função a unificação, a conciliação, a manutenção da ordem do todo. Essa razão é dialética, isto é, procede por unidade e oposição de contrários. Hegel retoma, assim, o conceito de "unidade dos contrários" como pensava Heráclito. Pág. 18 A dialética materialista Marx substitui o idealismo de Hegel por um realismo materialista: "na produçãosocial da sua vida, os homens contraem determinadas relações necessárias e independentes da sua vontade, relações de produção que correspondem a uma determinada fase de desenvolvimento das suas forças produtivas materiais. [...] Não é a consciência do homem que determina a sua consciência". A dialética de Hegel fechava-se no mundo do espírito e Marx a inverte, colocando-a na terra, na matéria. Paraele, a dialética explica a evolução da matéria, da natureza e do próprio homem; é a ciência das leis gerais do movimento, tanto do mundo exterior como do pensamento humano. Pág. 19 [...] Hegel localiza o movimento contraditório na Lógica, Marx o localiza no seio da própria coisa, de todas as coisas, e em íntima interação com elas. [...] A causa fundamental do desenvolvimento dos fenômenos não éexterna, mas interna; ela reside no contraditório do interior dos próprios fenômenos. “No interior de todo fenômeno há contradições, daí o seu movimento e desenvolvimento”. Pág. 20. Marx não coloca apenas de "cabeça para cima" a lógica hegeliana. Ele a inova profundamente, comprovando a sua veracidade, aplicando-a a realidade social, econômica e política. Pág. 21. O materialismo dialético tem um...
tracking img