Fichamento do livro aprendendo a filosofar em 25 lições

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1769 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
AGES
FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS
BACHARELADO EM DIREITO

LÍGIA BRENDA DE CARVALHO FONTES

Aprendendo a filosofar em 25 lições

Trabalho apresentado no curso de Direito da Faculdade AGES
como um dos pré-requisitos para a obtenção da nota parcial
da disciplina de Filosofia no (1º.) período, sob a orientação do
professor Cristiano Santiago.

Paripiranga
Março de 2012Capítulo I: O Poço de Tales – O mundo numa gota d’água
O primeiro capítulo fala sobre o reducionismo, Tales de Mileto foi o primeiro filósofo reducionista. A primeira manifestação de Tales a respeito do reducionismo foi quando afirmou que a água era a substância fundamental de todas as coisas, e dela todas as outras se compunham.
Em síntese, a redução torna as coisas mais inteligíveis, ou seja,mais clara, mas não necessariamente para todos. Os reducionistas descartam coisas que não poderiam acreditar, como por exemplo, almas e deuses. Em vez de tratar pelos próprios termos, explica-se uma coisa em termos de outra.

‘’Se desejamos compreender o mundo, isso significa
que devemos pôr as coisas em termos que possamos
entender. Reduzir uma coisa é como traduzi-la para uma língua
maisinteligível. Depois da redução, um fenômeno torna-se mais facilmente
manejável e menos misterioso porque é mais simples compreender
componentes que um sistema inteiro.’’ (p. 12)
Similarmente, a redução se aproxima da simplificação, ou seja, reduz a complexidade de explicação para tal fato.

Capítulo II: Protágoras e os porcos – O homem é a medida de todas as coisas?
Vemos no segundo capítuloo relativismo. O pai do relativismo foi Protágoras, que afirma que não há valores universais e que toda verdade é relativa, pois o que é certo para ele pode não ser certo para você, e o que pode ser certo hoje pode não ser mais amanhã.
Os sofistas eram professores de sabedoria, muito criticados por Sócrates e Platão, os sofistas vendiam seus conhecimentos, ou por melhor dizer, cobravam pelatransmissão dos mesmos.
Para Górgias, toda opinião é falsa e as palavras não tem nenhum significado fixo, só servindo para lisonjear e persuadir. Protágoras foi o mais reconhecido entre os sofistas, sua famosa doutrina afirmava que o homem é a medida de todas as coisas, ou seja, não há verdade exceto aquela percebida pelo homem.
‘’Nada é simplesmente – todas as coisas estão num processo
de vir aser, e esse vir a esse se reside em tornar-se relativo
a alguma coisa.’’ (p. 19)
O relativismo é um verdadeiro paradoxo, pois é tão falso quanto verdadeiro, e, frequentemente as pessoas cometem erros em relação ao que é bom para elas.

Capítulo III: Zenão e tartaruga – O uso da reductio ad absurdum
Zenão foi o primeiro filosofo a empregar a reductio ad absurdum, maneira de expor um argumentoao ridículo. Por exemplo, no dia a dia é mais fácil criticar o trabalho alheio do que melhorar o próprio.
Zenão era discípulo do filósofo Parmênides. Apenas umas duzentas palavras dos escritos de Zenão chegaram até nós. O resultado dos esforços de Zenão foi um conjunto de quarenta paradoxos, mas três em particular foi que se destacaram mais.
Os três paradoxos mais famosos de Zenão são o datartaruga, da corrida e da flecha. São em sua natureza exemplos absurdos, pois são impossibilidades lógicas.

‘’Reduções ‘’mais fracas’’ podem envolver consequências se não
impossíveis, simplesmente inaceitáveis.’’ (p. 29)

Os absurdos surgem em situações extremas que se chocam com o senso comum. Como por exemplo o caso de uma menina que recentemente foi atropelada por um ônibus, quebrou oitoossos e hoje anda perfeitamente. Para o senso comum e a medicina é algo impossível de acontecer, embora tenha acontecido.

Capítulo IV: A inquirição Socrática - A revelação da verdade pela interrogação
Sócrates defendia que qualquer verdade pode ser adquirida através de perguntas. Perguntas irônicas, pois quanto mais se sabe mais se julga não saber para puxar mais verdades absolutas. Esse é o...
tracking img