Fichamento de "os intelectuais e o poder" de michel foucault

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (734 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
“Gilles Deleuze: As relações teoria-prática são muito mais parciais e fragmentárias.” p. 69.
“Gilles Deleuze: Para nós, o intelectual teórico deixou de ser um sujeito, uma consciênciarepresentante ou representativa”. (...) Nós somos todos pequenos grupos. Não existe mais representação, só existe ação: ação de teoria, ação de prática em relações de revezamento ou em rede”.p.70.
“MichelFocault: O intelectual dizia a verdade àqueles que ainda não viam e em nome daqueles que não podiam dizê-la: consciência e eloquência”. p.71.
“Michel Foucault: Ora, o que os intelectuais descobriramrecentemente é que as massas não necessitam deles para saber; elas sabem perfeitamente, claramente, muito melhor do que eles; e elas o dizem muito bem. Mas existe um sistema de poder que barra, proíbe,invalida esse discurso e esse saber. Poder que não se encontra somente nas instâncias superiores da censura, mas que penetra muito profundamente, muito sutilmente em toda a trama da sociedade. Ospróprios intelectuais fazem parte deste sistema de poder, a ideia de que eles são agentes da “consciência” e do discurso também faz parte desse sistema. (…) a teoria não expressará, não traduzirá, nãoaplicará uma prática; ela é uma prática.” p.71.
“Gilles Deleuze: Uma teoria é como uma caixa de ferramentas. Nada tem a ver com o significante… É preciso que sirva, é preciso que funcione. E não para simesma. Se não há pessoas para utilizá-la, a começar pelo próprio teórico que deixa então de ser teórico, é que ela não vale nada ou que o momento ainda não chegou. (…) A teoria não totaliza; a teoria semultiplica e multiplica.”p.71.
“Michel Foucault: Não será que, de modo geral, o sistema penal é a forma em que o poder como poder se mostra de maneira mais manifesta? Prender alguém, mantê-lo naprisão, privá-lo de alimentação, de aquecimento, impedi-lo de sair, de fazer amor, etc., é a manifestação de poder mais delirante que se possa imaginar”.p.72,73.
“Michel Focault: A prisão é o único...
tracking img