Estudo do trabalho no mercado informal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4969 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ESTUDO DO TRABALHO NO MERCADO INFORMAL
O caso dos catadores de resíduos urbanos – Os Papeleiros
































SUMÁRIO

1-) INTRODUÇÃO 03

2-)ENTREVISTA 04
2.1- Identificação do entrevistado 04
2.2- Características da situação 05

3-)MAPA DE RISCO DO SETOR 09
3.1 Levantamento e sistematização doprocesso de trabalho 09
3.2 Descrição dos equipamentos e instalações 09
3.3 Descrição dos materiais, produtos e resíduos 10
3.4 Descrição das equipes de trabalho 10
3.5 Descrição das atividades 11
3.6 Quadro síntese dos fatores de riscos identificados 11
3.7 Avaliação Geral das Condições de Trabalho 13

4-)SELEÇÃO DO FATOR DE RISCO 13
4.1 Seleção do problema13
4.2 Sistematização do problema 13

5-) PROPOSTA DE SOLUÇÃO PARA O PROBLEMA 14
5.1 Geração de alternativas 14
5.2 Seleção/desenvolvimento da solução 14
5.3 Viabilidade de execução e aplicação 14

6-)CONCLUSÃO 15


7-)BIBLIOGRAFIA 16










1 -)INTRODUÇÃO

Após os movimentos ambientalistas e de preservação ambiental, areciclagem de lixo urbano figura como uma atividade emergente. Embora gere vantagens ambientais indiscutíveis, sobressaem os aspectos econômicos. Caixas de papelão, papel usado, latas de refrigerante, fios de cobre, pedaços de alumínio... tudo o que para a maioria das pessoas é considerado lixo, hoje, para muitos trabalhadores é a única forma de garantir sua sobrevivência e possibilidade deinclusão num mercado de trabalho cada vez mais excludente.
Segundo Magera (2003) e Miura (2004), “...as crescentes exigências para o acesso ao mercado formal de trabalho e o aumento do desemprego, vem contribuindo para o crescimento do número de catadores.A maior parte destes trabalhadores, constituem uma massa de desempregados que, por sua idade, condição social e baixa escolaridade, não encontramlugar no mercado formal de trabalho.”
Para Migueles(2004),” o fato de trabalhar com lixo interfere tanto na identificação do catado com seu trabalho como no reconhecimento da sociedade pelo trabalho desempenhado. Sob o ponto de vista social, para essas pessoas, tornar-se “papeleiro” é sentido como fonte de dignidade e modo legitimo de obter renda, sendo uma atividade que faz do excluídoum trabalhador inserido no mundo do trabalho, diferenciando-se do mendigo ou vadio.”
O presente trabalho tem por objetivo estudar a fundo a situação dos catadores de materiais recicláveis (também conhecidos como “papeleiros”), avaliando suas condições de trabalho, as questões sociais ou motivos que os levaram a ser “papeleiros”, entre outros, com foco sempre na questão da segurança e higieneno trabalho. Para isso foi feita uma entrevista com um catador e foram também buscadas situações de outros catadores, não só do estado do Rio de Janeiro, através da Internet. Os dados revelaram relações de trabalho precárias e informais, na maioria das vezes sendo expostos a alto grau de periculosidade e insalubridade, vitimas de preconceito e excluídos da maioria dos ambientes sociais.Por fim, devemos buscar soluções viáveis (técnica e economicamente) que elimine ou mesmo atenue alguns riscos graves em que se submetem esses catadores.














2-)ENTREVISTA

2.1 Identificação do entrevistado
a) Data: (quando foi realizada a entrevista);
4/10/11
b) Local: (onde foi realizada a entrevista);
Casa do Daniel Ferreira, Parque Equitativa, Santa Cruz daSerra, Duque de Caxias – RJ
c) Tempo: (de duração da entrevista);
Aproximadamente 50 min.
d) Nome do entrevistado: (visando identificar o informante, serve o primeiro nome ou apelido – como é conhecido entre os seus companheiros de trabalho);
José Ricardo, chamado de Seu Zézinho.
e) Sexo;
Masculino
f) Idade: (identificar para classificar por determinada faixa etária);
51 anos...
tracking img