Estrutura de mercado

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2096 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Índice

Introdução 1
Monopólio desanimador de preço 2
Intervenção do Governo para a regulamentação do monopólio 2
O monopólio com duas fábricas (empresas com múltipla instalações) 4
Condição do equilíbrio da concorrência monopolística 5
Conclusão 7
Bibliografia 8

Introdução

O monopólio é um mercado no qual existe apenas um vendedor, mas muitos compradores. Monopólios podemsurgir devido a características particulares de mercado, ou devido a regulamentação governamental, o monopólio coercivo, e criam uma particularidade económica, em que a curva de demanda do bem fica negativamente inclinada, na medida em que a demanda da firma e a demanda do mercado são as mesmas, isto é, a curva da demanda desse mercado relaciona preço recebido pelo monopolista com a quantidade aser vendida por ele. O trabalho tem como objectivo, debruçar aspectos relacionados com a descriminação do preço nesse mercado, e como o governo intervêm na regulamentação dos preços, impostos e subsídios. Também abordaremos o comportamento monopólio com 2 fábricas, isto é, como ela adquirem seu lucro e como dispõem seus produtos.


MONOPÓLIO DESANIMADOR DE PREÇO

Diferente de uma indústriaem concorrência perfeita, em que a competição impede de qualquer firma individual sobre mais que seus concorrentes, um monopolista pode ter a capacidade de cobrar preços diferentes a clientes diferentes.
Um monopolista descriminador de preços, cobra preços diferentes a diferentes compradores.
Quando um produtor cobra diferentes preços a clientes diferentes dizemos que ele faz desanimação depreços. A descriminação de preços ocorre com maior frequência nos serviços que precisam ser consumidos imediatamente no momento de compra, do que nas vendas de bens, que podem ser revendidos. A desanimação de preços funcionara com bens padronizados.
Uma desanimação de preços efectiva exige que as duas partes do mercado possam ser isoladas uma da outra para impedir revenda de uma parte para outra.
Afigura ilustra desanimação perfeita de preços que é possível cobrar de cada cliente um preço diferente pelo mesmo bem. Se o monopolista cobra de cada consumidor o mesmo preço, o produto que maximiza o lucro é Q1, onde RMg = CMg, e o preço concorrente é P1. Em condições de descriminação perfeita de preços a curva demandada e a curva da receita marginal
PCMg

P1 A
C

B

RMg
Q

fig. 1

INTERVENÇÃO DO GOVERNO PARA A REGULAMENTAÇÃO DO MONOPÓLIO

*Regulamentação de preços
Devido ao custo de monopólio, existem leis antitruste que evitam que determinadas empresas acumulem excessiva quantidade de poder monopólio. Não havendo intervenção do governo, o monopolista produzira pequenas quantidades um preço elevado.
Fixando preço máximo no nível em que a curva CMg corta a curva da procura, o governo pode introduzir o monopólio a aumentar a suaprodução, ao nível no qual a indústria produziria, se fosse organizada segundo linhas de competição perfeitas, isso também reduz os lucros do monopólio.
A regulamentação de preços é mais frequentemente posta em prática em relação a monopólios naturais, com empresa de serviços públicos regionais. Um monopólio natural é uma empresa que pode arcar com toda a produção para o mercado com um custoinferior ao que existiria caso houvesse outras empresas. Se uma empresa possui monopólio natural, é mais prático deixar que sirva ao mercado sozinho do que deixar outras entrar para competir. Se o preço regulamentado fosse muito menor que a quantidade produzida a empresa perderia dinheiro e encerraria suas actividades.

* Regulamentação do imposto
Imposto global (cump sum tax): pela...
tracking img