Estimativas de tempo de software

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4593 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO
UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

PR

Campus Pato Branco

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ

Curso de Engenharia de Computação

DAVID LIMA MARINHO
THIAGO HENRIQUE DEICKE

PESQUISA
Técnicas de Estimativas de Software

Pesquisa elaborada para a disciplina de
Engenharia de Software, do curso de
Engenharia de Computação, sob a
orientaçãoda

Professora

Lucilia

Yoshie Araki, como requisito parcial
para obtenção de nota.

Pato Branco
2013

1. INTRODUÇÃO
Estimar consiste em formar um juízo aproximado relativamente a um valor, um cálculo,
uma quantia, um peso, uma medida, etc. A estimativa é utilizada desde há muitos séculos,
pelo menos desde que se começou a tentar medir a área de terrenos e o tempo. Muitas outrasimportantes aplicações da estimativa têm ocorrido ao longo dos tempos, como na área de
informação. Esta pesquisa aborda algumas técnicas e métodos de estimativas de software.

2. DESENVOLVIMENTO TEÓRICO
2.1 Constructive Cost Model (COCOMO)
Hoje, uma das métricas que conta com significativo volume de pesquisa é a do
modelo Constructive Cost Model(COCOMO), editada em 1981 como resultado deestudos do Prof. Dr. Barry Boehm sobre 63 projetos de grande porte. É um método de
estimativa voltado à produção. Esta métrica já está na sua segunda fase de
desenvolvimento, conhecida como COCOMO II, reflexo do estado de amadurecimento
das tecnologias e da engenharia de software, e está condizente com as tecnologias dos
anos 90 e com pensamento focalizado nas próximas décadas.
COCOMOpropõe-se a medir esforço, prazo, tamanho da equipe e custo envolvidos
no desenvolvimento de software, tendo como premissa a dimensão do mesmo, fornecida
em número de instruções-fonte. TRINDADE et al salienta que, com relação à variável
custo, neste modelo não há uma forma direta de dimensioná-lo. Porém, tendo
conhecimento de prazo e equipe de trabalho, torna-se possível estimar um valor.

I.Constructive Cost Model 81 (COCOMO 81):
COCOMO 81 estima o esforço em pessoas-meses de trabalho (considerando 152
h/mês) e toma como principal fator de esforço o LOC, expressas em milhares de
instruções-fonte disponibilizadas (KLOC). Estas instruções-fonte incluem todas as
instruções de programação e instruções de controle de trabalho de linguagem (Job Control
Language- JCL). Não estão incluídosos comentários e os softwares utilitários não
alterados. Ainda, o COCOMO apoia-se em duas suposições: primeiramente, ligada ao
modelo em cascata clássica de desenvolvimento de software e como segunda suposição,
assume bons padrões de gerenciamento, sem tempo ocioso.
Este modelo sugere que o desenvolvimento do software se dê em cascata
(surgindo ‘a partir do zero’), porém, acontecerammudanças desde esta proposição.
Softwares são implementados utilizando componentes reutilizáveis, são interligados por
linguagens de roteiro, utilizam prototipação, desenvolvimento incremental e, em muitos
casos, subsistemas de prateleira para a composição do software. O processo geral de
elaboração de modelos envolve três tipos de sistemas:
a) embutido: caracterizada por restrições rigorosas e umambiente mutável e pouco
conhecido. Projetos desta natureza normalmente apresentam restrições
temporais. Exemplos: sistemas de software em tempo real;

2

b) orgânico: abrange sistemas pequenos, no tocante ao tamanho do projeto e da
equipe envolvida no mesmo. Exemplos: sistemas comerciais simples, de
processamento de dados ou pequenas bibliotecas de software;
c) geminado: são uma misturaentre sistemas dos tipos embutido e orgânico.
Exemplos: sistemas operacionais, de gerência de bancos de dados e de controle
de estoque.
De forma geral, COCOMO obedece à fórmula de Estimativa de Esforço (EE):
= ∗ ∗
Onde:



TP: representa o tamanho do projeto em KLOC;
a: representa um valor dependente da própria empresa e do tipo de
software que está sendo desenvolvido;
b:...
tracking img