Estagio: experiencia concreta de um educador

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2024 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Curso de Licenciatura em Pedagogia – UERJ/CEDERJ
7º Seminário de Práticas Educativas (2012).

Artigo
ESTÁGIO: EXPERÊNCIA CONCRETA DE UM EDUCADOR
SALLES, E. M. (Eliseu Molina Salles)
Eixo Temático: Pedagogia, Campos de Formação e Atuação

Introdução
Em um primeiro momento as atividades acadêmicas nos parecem algo monótono e
que talvez não venha a contribuir para a nossa formaçãoacadêmica. Ainda bem que foi só a
impressão inicial, pois somente participando é que podemos descobrir e avaliar que tais
atividades são enriquecedoras em todos os aspectos, pois estamos sempre trocando
experiências e aprendendo novas coisas e até podemos dizer que o que era obrigação virou
prazer.
As experiências de estágio também são necessárias e importantes, pois é o caminho
principal paraassociar a teoria e a prática. (começamos então a vivenciar na prática o que
aprendemos na teoria) Ganha-se experiências, ressaltando que as experiências se
adquirem na prática, essa permite ao acadêmico vivenciar o cotidiano da profissão
escolhida. No caso do curso de Pedagogia, no estágio se aprende as peculiaridades e
“macetes” do dia a dia e rotinas de um ambiente escolar, estando assimpreparado para
enfrentar com segurança, ética e profissionalismo a carreira que iremos seguir após o
término do curso, e até mesmo se é aquilo de fato que desejamos fazer, e se tudo aquilo
esta em sintonia com nossas pretensões como seres humanos e que vivemos em uma
sociedade.
Enfim essa experiência como educando e futuro educador, está sendo maravilhosa,
e proporcionando-me experiências grandiosase valiosas, são palestras, aulas inaugurais,
visitas a exposições, filmes, seminários, tudo tem seu valor e importância dentro dos
processos de apropriação da pedagogia e tudo o que ela pode proporcionar, Agora é
chegada a hora de desenvolver mais uma experiência, a de escrever um artigo.

Realidade da educação nas séries iniciais
Desde a primeira experiência concreta de estágio, em salade aula, e nas demais
experiências que se seguiram, das Práticas de Ensino e do Estágio Supervisionado, nos
anos de 2011 e 2012, em escolas da Rede Municipal de Ensino na cidade do Rio de
Janeiro, pude constatar que as falhas na alfabetização comprometem todo o processo de
aprendizagem. Constatei que uma grande maioria dos alunos que chegavam ao 3º ano
(uma grande maioria, das criançasalunos), não conseguia ler e entender o enunciado de
um problema simples e que não eram capazes de escrever uma frase completa
compreendendo o que estavam escrevendo. Todos esses transtornos se reproduzem ao
longo do desenvolvimento do aprendizado o qual têm suas raízes na alfabetização.
Fiquei muito tocado e chocado quando uma aluna me falou que, conseguia escrever,
porém não conseguia ler oureconhecer ou reproduzir a leitura do que, transcrevia para o
caderno. Esta dura realidade me serviu de grande estímulo a procurar entender de que
forma o indivíduo se apropria da leitura com compreensão.

O sentido da leitura – as entrelinhas

Em uma rápida reflexão para nós leitores, ou pessoas que tem ou possuem uma
compreensão sobre um determinado texto, a impressão que fica é de que ler éatribuir
sentidos a partir do que se está buscando no texto, do conhecimento prévio do leitor, do
conhecimento que o leitor tem sobre a linguagem e também sobre o sistema de escrita, de
como percebe e avalia o portador do texto.
Uma ideia que perpassa o discurso de todos os autores a quem recorri é a de que os
textos oferecidos ao leitor-aprendiz têm que ser textos reais, que façam sentidopara ele,
porque sem um texto adequado, ou seja, algo que faça parte do seu conhecimento de
mundo, e que façam sentido, não há como por em prática estratégias inteligentes que
certamente proporcionem a compreensão do texto que está sendo lido.
Esta rápida reflexão nos leva a pensar que a escola não pode ignorar que a criança é
cidadã, de pouca idade, é verdade, mas que já tem uma história...
tracking img