Esquizofrenia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2470 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ESQUIZOFRENIA

DEFINIÇÃO

Segundo Atkinson (2002, p. 570), a esquizofrenia refere-se a “um grupo de transtornos caracterizados por profunda desorganização da personalidade, distorção da realidade e incapacidade de se adaptar à vida cotidiana”.
O termo “esquizofrenia” (esquizo=divisão, pheria=mente) foi criado por Bleuler (1857-1939) para indicar um cisma mental entre pensamento, emoção ecomportamento nos pacientes afetados.
Segundo Kolb (1980), Bleuler, em sua teoria cismática, classifica dois tipos de sintomas. Os fundamentais (ou primários), específicos da esquizofrenia: associação frouxa de ideias, ambivalência, autismo e alterações de afeto. E os sintomas acessórios (ou secundários): alucinações e delírios, que são os de origem psíquica.
Entretanto, talvez a classificaçãomais conhecida seja a de Crow (1980, apud SILVA, 2006, p. 263), que leva em conta características de curso, resposta a tratamento, prognóstico e substrato patogênico: 1) os principais sintomas da síndrome positiva ou (tipo I): alucinações e delírios; e 2) sintomas da síndrome negativa (ou tipo II): o embotamento afetivo e a pobreza do discurso.
De acordo com a sintomatologia predominanterealiza-se a classificação dos tipos de esquizofrenia. Os quatro tipos mais comuns são demência paranóide, hebefrenia, catatonia e esquizofrenia simples.
O tipo demência paranóide, conforme Kolb (1980) se caracteriza pelos delírios numerosos, ilógicos e desligados da natureza, as alucinações e as perturbações de associações e de afeto.
A maioria das vezes, a fase inicial da demência paranóide émarcada pela má abordagem interpessoal. Nos relacionamentos se mostra frio, retraído, desconfiado e ressentido com as pessoas. Esse tipo ocorre com mais frequência aos 30anos de idade.
O tipo hebefrênico inicia-se geralmente na adolescência, a partir de uma depressão com reações afetivas superficiais e inadequadas. Alucinações são bem frequentes, que, na maioria das vezes, projetam conteúdosreprimidos. Apresentam características regressivas de urinar e defecar em suas roupas, bem como, alimentar-se de forma inapropriada. Outra característica comum nesse paciente é tornar-se inacessível, altamente introvertido e retraído numa atitude autista. É no tipo hebefrênico que ocorre uma maior desintegração final da personalidade e dos hábitos.
O tipo catatônico, desde o início, foi descrito entreos aspectos característicos da esquizofrenia. Catotonia significa um conjunto de movimentos, posturas e ações complexas que acontecem involuntariamente. Tais fenômenos são estupor, automatismo, maneirismos, catalepsia, estereotipias, trejeitos e caretas, negativismo e ecopraxia.
Conforme Kolb (1980), esse tipo esquizofrênico surge na faixa etária entre os 15 e 25 anos e se instala no pacientede forma aguda, posterior ou anteriormente a uma experiência emocional perturbadora. A expectativa da recuperação e consequente reintegração da personalidade, após um acontecimento catatônico, é mais favorável do que em outros tipos de esquizofrenia. Entretanto, após vários episódios, poderá se caracterizar como uma esquizofrenia hebefrênica ou paranóide, desorganizando permanentemente apersonalidade.
E, por fim, a esquizofrenia simples cujas perturbações mais expressivas afetam a emoção, o interesse e a atividade. As alucinações, quando ocorrem, são raras e passageiras e os delírios não são acentuados. A perturbação ocorre gradualmente e provoca mudança e empobrecimento da personalidade. Esse paciente tenderá para uma superficialidade emocional, indiferença ou insensibilidade; perda davontade ou do impulso ou ainda, uma crescente redução de recursos internos devastando a sua personalidade. Esses são os aspectos que melhor caracterizam esse tipo de esquizofrenia.
Conforme aponta Kolb (1980, p. 297), a maneira como se instala a esquizofrenia, exceto a catatônica, é através de um “processo evolutivo e gradual, podendo haver uma fase ‘pré-esquizofrênica’ transitória de um ano...
tracking img