ESQUIZOFRENIA

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1945 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de agosto de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO.
A esquizofrenia caracteriza-se como um transtorno mental grave que geralmente acomete adultos jovens ocasionando modificações na estrutura de suas vidas, bem como das pessoas com as quais convive principalmente sua família. A doença se caracteriza pela presença de sintomas psicóticos (alucinações, delírios) e sintomas negativos (embotamento afetivo) que caracterizama imagem do “louco” na sociedade, como aquela pessoa agressiva, introspectiva e que deve ser mantida distante do convívio social.
A concepção social da loucura determinou à assistência a pessoa com doença mental nos diferentes olhares e cenários da história. Logo, se faz necessário um breve histórico para o entendimento da conformação dessa assistência, desde a lógica manicomial até abusca pela consolidação dos princípios apresentados pela Reforma Psiquiátrica, os quais buscam a modificação dos paradigmas que circundam o cuidado à pessoa em sofrimento psíquico.
A ligação entre a loucura e o internamento ocorre na “experiência clássica” da sociedade européia a partir do século XVII, sendo uma estrutura semi jurídica que “liberta” a sociedade daquele que perturba aordem social. Historicamente, a clausura se destinava aqueles que eram condenados à loucura, ou seja, pessoas que se diferenciavam dos padrões sociais de “normalidade” e/ou improdutivos socialmente. Nessa estrutura, excluía-se “o louco” da sociedade juntamente com os criminosos e as prostitutas. Dessa forma, não havia a preocupação com a formulação de propostas clínicas para a recuperação dosdoentes mentais, diferente do que ocorria nas demais especialidades médicas que estavam em processo de consolidação.




2. OBJETIVOS GERAIS.
O objetivo deste trabalho é, sobretudo, garantir informações e conhecimentos aos futuros técnicos em enfermagem afim de que possamos conscientizar as pessoas de que a esquizofrenia é um transtorno mental grave e que precisa ser prevenida e tratada.

2.1.Objetivos específicos.
Orientar os futuros técnicos em enfermagem e afins demonstrando aos mesmos a aplicabilidade de cuidados que são necessários em pacientes que podem desenvolver esse tipo de transtorno.
Divulgar e informar ao público em geral, através de palestra informativa sobre a esquizofrenia e outros transtornos mentais.
Trabalhar com o público o entendimento de que não se trata deuma doença restrita a certos grupos sociais e nem a terceira idade e sim a qualquer pessoa.
.










3. A ESQUIZOFRENIA.
Esquizofrenia é uma doença que afeta o cérebro nas funções ligadas ao pensamento, emoções, percepções e comportamento. Considerada pela psicopatologia como um tipo de sofrimento psíquico grave, caracterizado principalmente pela alteração no contatocom a realidade.

3.1. A esquizofrenia é um transtorno mental complexo que dificulta:
• Fazer a distinção entre as experiências reais e imaginárias
• Pensar de forma lógica
• Ter respostas emocionais normais
• Comportar-se normalmente em situações sociais




4. TIPOS DE ESQUIZOFRENIA
4.1 Esquizofrenia tipo paranoide.
Este tipo de esquizofrenia é o mais comum. Opaciente com este tipo de esquizofrenia tem sintomas de alucinações e delírios de perseguição. Este tipo possui melhor resposta ao tratamento e por isto melhor prognóstico.




4.2 Esquizofrenia tipo hebefrênica.
Neste tipo os pacientes tornam-se “abobados”, desorganizados, apresentando pensamentos sem lógica e com pouco conteúdo.


4.3 Esquizofrenia catatônica
Épouco comum. Apresenta como uma grande redução dos movimentos, até imobilidade completa.

4.4 Esquizofrenia residual
Este termo é usado para se referir a uma esquizofrenia que já tem muitos anos e com muitas sequelas.

4.5 Esquizofrenia simples
Aparece lentamente, normalmente começa na adolescência com emoções irregulares ou pouco apropriadas, pode ser seguida de...
tracking img