Empresa chery

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2985 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 1 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A previsão, a principio, era que tivéssemos 25 revendas instaladas no país até o final do ano. Porém nossa expectativa está sendo superada com a procura dos principais grupos nacionais comerciantes de veículos”, comenta Luis Curi, CEO da Chery no Brasil.

Globalização no Brasil
“Não há nenhuma empresa do ramo automotivo no mundo que não esteja de olho no Brasil”, disse o executivo, parajustificar o interesse da Chery em ter escolhido o País para intensificar seus esforços de globalização, que estão apenas começando, mas em ritmo acelerado. A fabricante estatal foi fundada em 1997 e já é a maior exportadora chinesa do setor, respondendo por 40% de todos os embarques de veículos, com presença em 80 mercados e projeção de produzir 800 mil unidades este ano, sendo 128 mil para exportação.A Chery é a quarta marca de produto chinês mais lembrada no mundo – e agora quer ser bem falada no Brasil.
“Queremos ser uma marca conceituada no Brasil. Por isso também vamos ter aqui um centro de desenvolvimento”, destacou Tongyue, lembrando que a Chery é atualmente a maior geradora de patentes do setor automotivo chinês e quer ser um ator global com qualidade reconhecida. Assim o Paísabrigará o terceiro centro de engenharia da Chery fora da China – os outros dois estão na Europa e Austrália.
Quando a planta estiver produzindo a todo vapor, a partir de 2014, deverá empregar cerca de 4,5 mil pessoas. Luis Curi, CEO da Chery Brasil, estima que esse número pode ser multiplicado por cinco ou seis na cadeia completa de fornecedores de suprimentos e serviços
Quem é a Chery no mundo?
Ok,mas quem é a Chery, que tanto se fala hoje no país, como uma das primeiras marcas a aportar em solo brasileiro? Ela foi fundada em 1997 para estimular a economia da região de Wuhu,na China  tendo sido uma iniciativa do governo local. Tendo encontrado dificuldades para obter licenciamento que autorizasse a venda de seus modelos em toda a China, a empresa foi salva em virtude de um pedido de produçãode táxis feito pelo governo local (seu único acionista à época). Em 2001 a Shanghai Automotive Industry Corporation (SAIC) passou a deter participação na empresa, o que facilitou a distribuição da sua produção.
Em 2001/2002 a Chery contratou vários profissionais que deixaram a Daewoo em virtude do processo de falência enfrentado por ela. Ocorre que estas pessoas transferiram para Chery mais quesua força de trabalho, tendo levado também projetos inteiros de modelos da Daewoo. Como conseqüência, a Chery produz 2 modelos (Chery QQ e Chery Oriental Son) que são idênticos a modelos da GMDAT (Daewoo Matiz e Daewoo Magnus).
De olho no crescimento do mercado brasileiro, a indústria automobilística chinesa prepara investimentos no Brasil. O presidente mundial do Grupo Chery, Yin Tongyao,anunciou a intenção de construir uma fábrica no País até 2012. Com investimento estimado em US$ 700 milhões, a unidade, ainda sem local definido, vai montar 150 mil veículos, que também serão exportados para a América Latina. "Mas, antes da fábrica, estamos tentando dominar a tecnologia flex fuel", afirmou Tongyao, cuja empresa estréia neste ano com a venda de quatro modelos no mercado nacional.
Ovice-presidente mundial da Chery, Zhou Biren, afirmou que investe em tecnologia para mudar a imagem de produto inferior dos carros chineses. "É um trabalho árduo, mas a confiança se conquista passo a passo. Aconteceu isso com os japoneses e com os coreanos", disse.
Os fabricantes de automóveis chineses aparentemente cansaram de mordiscar pelas beiradas o mercado brasileiro. Depois de ensaiar seudesembarque no país no segmento de utilitários – com marcas como Effa Hafei, Chana e CN Auto –, agora atacam o coração das vendas nacionais de automóveis: os hatches compactos. A Chery desembarcou no ano passado o Face – média de 380 unidades mensais – e a JAC Motors trouxe em março desse ano o J3 – 1.316 unidades em abril, o primeiro mês completo de vendas.
Agora a Chery resolveu ir mais fundo...
tracking img