Economia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1755 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de setembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Alimentação na avicultura orgânica
Setembro/2008

Avicultura tradicional x avicultura orgânica O frango convencional apresenta no mercado brasileiro um baixo preço relativo, fator determinante para o aumento do seu consumo nos últimos anos, substituindo outras carnes. Essas aves, criadas confinadas em galpões fechados e com alta concentração por metro quadrado, estão sujeitas a diversosproblemas, principalmente intestinais. Por isso, o uso contínuo de medicamentos como os promotores de crescimento antimicrobianos e os anticoccidianos são práticas rotineiras na prevenção de doenças e melhoria da produtividade, reduzindo a idade de abate. No caso da avicultura orgânica, em relação ao consumidor, o que se deseja são alimentos mais naturais e livres de produtos transgênicos, resíduos deantibióticos, dioxinas e outros, prejudiciais à sua saúde. No sistema agroecológico/ orgânico de produção de aves busca-se produzir alimentos saudáveis, de elevado valor nutricional e isentos de contaminantes, preservando a biodiversidade em que se insere o sistema produtivo.

Nesta edição:
Avicultura tradicional x avicultura orgânica Alimentação das aves orgânicas Teores, ingredientes e paraformulação de ração Alimentos de origem vegetal Alimentos de origem animal Exemplo da Vila Yamaguishi Técnica alternativa na alimentação de galinhas

Alimentação das aves orgânicas Em relação a alimentação, tem que levar em conta as exigências nutricionais das aves, sua fisiologia e finalidade para que o sistema possa oferecer ao máximo a qualidade do que ela necessita. O balanceamento (aquantidade certa) deverá ser feito através da livre escolha da própria ave. O pasto para galinhas consistirá da vegetação presente no ambiente, composta de plantas de várias espécies e extratos, dos animais que compõem o ambiente de uma pastagem sob manejo racional intensivo. Além dos resíduos alimentares das fezes de outras espécies animais, em consórcio ou rotações. Com relação a forragem, mais que aespécie, o manejo correto contribuiria para a oferta de um capim fresco, macio e curto, características que favorecem a palatabilidade e a colheita pela ave. Provavelmente, a pastagem não será suficiente para suprir as exigências das aves, cuja demanda para a produção é bastante intensa. Além dos grãos, principalmente o milho e a soja, principais fontes de energia e proteína, a utilização detubérculos, sementes, frutas, raízes, restos de olerícolas e forragens complementará a dieta, tornando-a rica e variada. Enfim, os alimentos utilizados na avicultura industrial aplicam-se a criação orgânica, desde que obedecidas as normas de produção e as restrições a alguns produtos, como por exemplo, as farinhas de osso e carne. Em relação as vitaminas, o próprio sistema poderá supri-las, desde que adieta seja variada e envolva alimentos de origem animal (insetos, minhocas da pastagem, soro de leite, etc). Recomenda-se o fornecimento de minerais, conforme as exigências de cada fase e a finalidade. Vale lembrar a importância do cálcio para as aves de postura, o que muitas vezes é negligenciado. Porém, os criadores não necessitam comprar as misturas prontas, uma mistura com ingredientesadquiridos no mercado e outros do local pode ser feita na propriedade.

Alimentação na avicultura orgânica

Página 2

Alimentação das aves orgânicas
Milho, frutas, batata doce, soja, inhame, rami, mandioca, bananeira, horta, araruta gigante. Vale destacar que a mandioca pode produzir muito mais energia digestível e proteína digestível para as aves, por hectare e por ano, que o milho. Além de que acultura de milho em condições excepcionais pode produzir até 12.000 kg/ ha enquanto que a cultura de mandioca em iguais condições pode produzir até 90.000 kg/ha

Teores, ingredientes e para formulação de ração Mandioca é uma alternative ao milho Abate: A: Para 300kg ração inicial. Fornecer até 600 gramas de peso corporal as aves:

Adicionar Milho 194,5 Kg Soja 94,8 Kg Calc. Calcit. 3,9 Kg...
tracking img