Economia industrial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 50 (12343 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de janeiro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

Este trabalho foi realizado por Miguel Dinis de Sousa Rodrigues n.º 104/98 e por Paula Cristina Cunha Afonso, n.º 105/98; ambos da turma A, do 2º ano de economia, no âmbito da cadeira de Economia Industrial.

Baseia-se na análise das várias teorias que se debruçaram sobre as organizações, mais propriamente sobre sua administração.

Foi objectivo geral da realização deste trabalho ,torná-lo o mais claro, objectivo e sintetizado possível, afim de que, a sua leitura não fosse demasiado maçuda.

Para a sua elaboração recorremos à consulta e análise das seguintes fontes:

- Apontamentos retirados da aula leccionada pelo Dr. Armando Cruz

- Do livro “Psicossociologia 2” , de Manuela Monteiro e Irene Queirós (Porto Editora)

- “O Macroscópio”, de Joel de Rosnay1977

- G. Morgan “Images of Organizations”, Londres, SAGE Publications, 1986

A apresentação deste trabalho será feita por escrito.

O trabalho foi entregue na data prevista.

Índice

0. iNTRODUÇÃO .............................................................................. 4

1. A Teoria Da Administração Científica ............................. 6

2. Teoria Clássica daAdministração ...................................12

3. Teoria da Burocracia ......................................................... 18

4. TEORIA DAS RELAÇÕES HUMANAS .......................................... 25

5. TEORIA COMPORTAMENTAL DA ADMINISTRAÇÃO .................. 34

6. TEORIA SISTÉMICA DAS ORGANIZAÇÕES ............................... 40

7. TEORIA DA CONTINGÊNCIA..................................................... 45

8. TEORIA NEOCLÁSSICA ............................................................. 50

cONCLUSÃO .................................................................................. 56

0. Introdução

Influência da revolução industrial

A partir de 1776, com a invenção da Máquina a Vapor por James Watt e a sua posterior aplicação àprodução, cria-se uma nova concepção de trabalho que veio modificar completamente a sua estrutura social, produtiva e comercial da época, provocando profundas e rápidas mudanças de ordem económica, política e social. Correspondendo a um período da história, a que se chamou Revolução Industrial

A Revolução Industrial pode ser dividida em duas épocas distintas:

- 1780/1860, 1ª RevoluçãoIndustrial ou Revolução do Carvão e do Ferro

- 1860/1914, 2ª Revolução industrial ao Revolução do Aço e da Electricidade

Consequências da Revolução Industrial

Para a Teoria geral da Administração (teoria das organizações) a principal consequência disto tudo é que a organização e as empresas modernas nasceram com a revolução industrial, graças a um conjunto de factores, dos quais destacamosprincipalmente :

- A rotura das estruturas corporativas da Idade Média

- O avanço tecnológico, graças às aplicações dos progressos científicos à produção com descoberta de novas formas de energia e da enorme possibilidade de uma forte ampliação de mercados

- A substituição do tipo artesanal por um tipo de industrial de produção

- As empresas aumentam de dimensão , sendo a suagestão cada vez mais complexa

- A concorrência é cada vez maior o que leva as empresas a preocuparem-se com a racionalização da produção e a eficiência

Sempre houve, no decorrer da história da humanidade, alguma forma rudimentar de administrar as organizações (desde sempre o Homem compreendeu a necessidade de organizar o trabalho), desde as mais simples às mais complexas; por exemplo:organização do estado, da Igreja, do Exercito, na construção de obras grandiosas (Pirâmides Egípcias, Muralha da China), etc.

O desenvolvimento das ideias e teorias acerca da administração foi extremamente lento até o séc. XIX, acelerando-se incrivelmente a partir do início do séc. XX.

As organizações apresentam-se como realidades sociais complexas, exigindo a sua compreensão o recurso a...
tracking img