Economia de empresa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1859 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução
Neste labor terei o ensejo de narrar sobre a demanda e os consumidores.
Em iminente avaliarei a relação mútua que existe entre a TOSHIBA e os seus consumidores, como também a urbanidade que a determinada entidade económica que é dada, utilizou no início de sua actividade económica. Ofertam uma informação num valor de comissão em percentagem que, em seguida terei que achar irexactamente em unidade de valor numérico demonstrando de seguida como faz-se. Depois esmaremos as receitas totais desta mesma determinada empresa de maneira a chegar numa dedução de que como foi a sua competência. Dado este esclarecimento, irei delinear o gráfico para que possa informar ao caríssimo leitor qual é o determinado equilíbrio de mercado e o determinado preço que agrada o agente económico e oprodutor.
Tenho evidência que a vida humana é fundamentalmente alimentada e sustentada pelo consumo, podendo afectar positiva ou negativamente a vida das pessoas, pois permite ou nega o alargamento das suas capacidades, possibilidades e dignidade da vida.
As populações sem acesso a satisfação das necessidades básicas, como alimentação, água potável, habitação, os cuidados de saúde ou a educação,não terão possibilidade de usufrutuar de uma vida digna, longa e confortável ou a possibilidade de desenvolver as suas capacidades.
Apraz-me narrar que as decisões dos consumidores orientam-se no sentido de escolherem os bens que lhes proporcionam o máximo de satisfação tendo em conta, não só o seu rendimento, mas também o preço dos bens. Em outras palavras, o preço dos bens influência nadecisão dos consumidores. Os consumidores querem sempre pagar menos e os vendedores querem sempre receber mais. Mas no final há uma ilação, o valor das coisas resulta de uma avaliação subjectiva da capacidade de uma coisa satisfazer as necessidades do indivíduo. Dai o consumidor nunca vai parar de despender, salvo eu que o consumidor nunca vai parar de consumir, porque ele despende a partir do dia da suanascença.

1-Relação entre a Procura e a Oferta
Dados
Investimento- 850.000
Consumo- 900.00
Preço Inicial- $600
Quantidade Ofertada- 700.00
Quantidade Procurada- 250.00

Preço | Qd | Qs | Exce. | Exca. | Pressão no preço |
$600 | 250 | 700 | +450 | |
20% | 30% | 9% | +312 | |
14% |25% | 12% | +154,31 | |
12% | 20% | 10% | +17,1 | |
10% | 10% | 9% | -77,7 | |

Resolução
Preço | Qd | Qs | Exce. | Exca. | Pressão no preço |
$600 | 250 | 700 | +450 | |
480 | 325 | 637 | +312 | |
412,8 |406,2 | 560,6 | +154,31 | |
363,2 | 487,5 | 504,6 | +17,1 | |
326,9 | 536,2 | 559,1 | -77,7 | |

Já granjeando as quantidades que nos tinham dado em percentagem obtendo-as em quantidades numéricas, sabemos de seguida qual é o excedente e a escassez. Pois, tendo como seguimento podemos saber qual é a pressão sobre opreço. Para que haja o lucro nos diversos sectores da economia é necessário ter Escassez na produção, entretanto não deve haver prejuízo para que o stock não seja afectado nem leve uma descida generalizada dos preços. Caso ocorra um recorde e não tenha compradores suficientes o agente económico perderá boa parte dos seus produtos e irá remediar imediatamente por baixar os preços dos seus produtos alémde sofrer prejuízos devidos a concorrência com outras entidades económicas.

1.1-Esboço gráfico

600

480

412
P.E
c150079.79
c150079.79
363

326


250 325 406 459 487 504 536 560 637 700

Sinteticamente:
O preço de equilíbrio é a expressão monetária do valor de um...
tracking img